Quinta-feira, 28 de Maio de 2009

Penacova Actual renasce

 

Com a vila emergindo das brumas, o Penacova Actual voltou, agora com novo cabeçalho e mais voltado para artigos de opinião.

Sobre as autárquicas transcrevemos ( com a devida vénia) o seguinte texto:

 

Quarta-feira, 27 de Maio de 2009
As vantagens do político para o concelho 

 

Os dados para as eleições autárquicas estão lançados. Conhecidos que são os candidatos dos partidos com maior relevância no panorama político penacovense, resta saber o que cada um tem para “oferecer” a um eleitorado habituado à liderança indiscutível de Maurício Marques.
Luís Morgado, deixa a presidência da Assembleia Municipal e avança como o sucessor do actual presidente. Outros nomes terão sido avançados, mas nenhum deles com perfil que agradasse à Comissão Política daquele partido. Do mal, o menos, terão pensado, esquecendo-se que a mudança às vezes faz bem e, neste caso, é necessária e exige-se, pois não é de todo desejável que outro protagonista mantenha incólume a política de presidente cessante.
Como economista que é, tem mais do que condições para continuar a bem gerir o erário do município em prol da população, na linha aliás de Maurício Marques. Contudo, não vivendo no concelho de Penacova, poderá não sentir o pulsar da região e por isso encarar a sua eventual presidência como um “bom emprego”, não olhando para a terra cujos destinos poderá vir a presidir, como um habitante que no dia-a-dia sente as necessidades do progresso. Porém, convém não esquecer, que conhece as associações, as instituições, os institutos e outras organizações que se encarregam do desenvolvimento da região, o que o coloca à partida, melhor colocado que os restantes.
Já a CDU, aposta em Eduardo Ferreira abandonando assim Anabela Bragança, uma bióloga que não se terá mostrado disponível para mais uma corrida. A sua formação, adequa-se ao seu percurso como activista convicto, protagonista de um sem número de manifestações em prol do bem-estar das populações, como membro fundador de associações que se destacaram e destacam na defesa dos interesses dos penacovenses e, principalmente, como defensor do que julga ser socialmente justo. Pecará por representar uma coligação partidária que apenas cativa dez por cento do eleitorado do nosso concelho, mas que é, sem dúvida, indispensável na manutenção do equilíbrio da democracia.
O P.S., mais uma vez, opta por outro candidato e aposta em Humberto Oliveira como cabeça de lista à Câmara Municipal. Um jovem economista que, embora pouco conhecido, não desconhece o concelho de Penacova e as suas potencialidades. Empreendedor e dinâmico, reúne as características ideais para galvanizar os mais jovens e acompanhar os mais velhos. Apresenta-se como um candidato descomprometido com os poderes instalados e capaz de assumir um compromisso com Penacova e o seu concelho, colocando-o nos lugares cimeiros do desenvolvimento regional, contrariando a tendência que o mantém entre os menos desenvolvidos do distrito.
É sem dúvida uma “lufada de ar fresco” no bafio político penacovense, sendo talvez a melhor aposta do Partido Socialista desde que é oposição.

 

Ver original AQUI
 

Etiquetas:
posted by penacovaonline às 06:26
link | comentar | favorito
Domingo, 24 de Maio de 2009

Maurício Marques cede candidatura a Luís Morgado

 

Luís Morgado é candidato
à Câmara pelo PSD

 

Luís Morgado, actual presidente da Assembleia Municipal de Penacova, deverá ser o candidato do PSD à autarquia nas próximas eleições, substituindo o actual presidente, Maurício Marques, que assumirá uma candidatura à Assembleia Municipal. Uma troca de posições que o Diário de Coimbra confirmou junto de fonte do partido e que deverá ser oficialmente dada a conhecer no próximo domingo, dia da apresentação da candidatura.


Luís Jorge Frias Morgado é licenciado em Economia e gestor de uma empresa de frios. Natural de S. Pedro de Alva, uma das freguesias do concelho de Penacova, reside actualmente em Santa Comba Dão. A nível político já foi vereador do actual presidente durante dois mandatos, exercendo, actualmente, o cargo de presidente da Assembleia Municipal. Também teve importante papel no associativismo concelhio, tendo já sido presidente da Associação Desportiva e Cultural de S. Pedro de Alva.

Tal como vinha afirmando desde há algum tempo, o actual presidente, o social-democrata Maurício Marques, não vai protagonizar nova candidatura, embora pudesse ainda fazê-lo ao abrigo da lei de limitação dos mandatos. Presidente da Câmara Municipal de Penacova por três mandatos, tendo exercido anteriormente funções na vereação, Maurício Marques deverá abandonar a cadeira principal do executivo municipal para encabeçar uma candidatura à Assembleia Municipal.

 

 Margarida Alvarinhas

 

 


Fonte

Etiquetas:
posted by penacovaonline às 11:34
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 29 de Abril de 2009

Política ao rubro em Lorvão

Na sequência duma denúncia surgida nos jornais nos últimos dias, a propósito de um alcatroamento numa artéria da Aveleira, que serve o local onde foi servido o almoço de  casamento do presidente da Junta, Dr. Mauro Carpinteiro, vem agora o Diário de Coimbra noticiar a reacção daquele autarca:
 
"Autarca do Lorvão processa dirigente do Partido Socialista
 

O Presidente Junta de Freguesia de Lorvão, Mauro Carpinteiro recusa alguma responsabilidade na beneficiação realizada da estrada principal da Aveleira, na véspera da festa do seu casamento.

Interrompendo a lua-de-mel nos Açores, Mauro Carpinteiro disse ontem ao Diário de Coimbra achar «infame alguém se aproveite de uma situação dessas para fazer política», deixando claro que, «quem me conhece sabe que eu não me aproveito dos dinheiros públicos para questões pessoais».
«Trata-se de gente sem escrúpulos, que usa da mais baixa e aberrante forma de fazer política», disse o jovem autarca, concretizando que Sandra Ralha, a secretária coordenadora do PS de Lorvão, «nunca fez nada pela Aveleira e só pensou em estragar-me a lua-de-mel».
Mauro Carpinteiro assegurou ainda que «sou incapaz de me aproveitar de dinheiros públicos para meu proveito», deixando certo que, que «quando chegar aí, vou accioná-la judicialmente por difamação».
Mauro Carpinteiro sustenta ainda que se trata de «uma pessoa sem ética», tanto mais que «em termos de uso de dinheiros públicos para benefício próprio, o PS de Penacova não dá lições a ninguém, muito menos a mim».
 

Ver mais pormenores AQUI e também AQUI

Etiquetas:
posted by penacovaonline às 22:38
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 5 de Agosto de 2007

Dia da Federação do PS/Coimbra, assinalado em Penacova

PS/Coimbra: “Dia da Federação” pouco federador     
Rui Avelar ( Campeão das Províncias)
26-Jul-2007 
O “Dia da Federação” do PS/Coimbra, assinalado domingo em Penacova, revelou-se pouco federador a avaliar pela falta de comparência de vários presidentes de comissões concelhias, da líder do Departamento Federativo de Mulheres Socialistas, Carla Violante, e de presidentes de câmaras municipais.
 
Na génese da efeméride está uma manifestação de Julho de 1975 na Fonte Luminosa (Lisboa), em que o Partido Socialista interveio em força para impedir que o Processo revolucionário em curso (PREC) descambasse na instituição de uma ditadura do proletariado sob os auspícios de uma corrente do Movimento das Forças Armadas, do PCP e de partidos da extrema-Esquerda.
 
Ao convocar os seus camarada para Penacova, o líder distrital do PS/Coimbra, Victor Baptista, acenou-lhes com a “resistência (...) aos ataques dos adversários”, mas a mobilização ficou longe do que seria expectável.
 
Com a eleição do presidente da Federação no horizonte – cargo para que Mário Ruivo já se perfilou –,Victor Baptista afirmou “ainda não” estar de partida e deixou implícito que admite recandidatar-se até o Partido Socialista voltar a conquistar a maioria das presidências das câmaras municipais do distrito de Coimbra (possui actualmente seis das 17).
 
Pedro Coimbra, líder da Comissão Concelhia do PS/Penacova e adjunto de Mário Ruivo na Segurança Social, deu o mote para a disputa eleitoral interna ao aludir à denominada “doutrina Santarino”, segundo a qual os presidentes das federações e os líderes locais só deverão ser eleitos em 2010 (cumprindo mandatos de quatro anos devido à realização em 2009 de sufrágios para o Parlamento Europeu, Assembleia da República e autarquias).
 
Se em alguns meios partidários podia haver a ideia de que Pedro Coimbra seria um dos principais apoiantes de Mário Ruivo para este suceder, em 2008, a Baptista, o líder concelhio do PS/Penacova fez questão de desfazer o eventual equívoco.
 
“Pode não haver gratidão na vida política, mas tem de haver coluna vertebral”. Gerais e abstractas, tal como as leis que o deputado aprova no Parlamento, as palavras de Victor Baptista tiveram o condão de soar a «alfinetada» para Mário Ruivo, que compareceu em Penacova.
 
O director do Centro Distrital de Coimbra da Segurança Social confidenciou a amigos, segundo fontes partidárias, que o presidente da Federação de Coimbra do Partido Socialista faz confusão entre gratidão e subserviência.
 
Ao declarar-se de “consciência tranquila” face ao seu desempenho no cargo, Victor Baptista alegou que tem ajudado a protagonizar a renovação de dirigentes no âmbito do PS a nível distrital.
 
Adelaide Soares, membro do Secretariado da Secção de Eiras do Partido Socialista e dirigente sindical, disse ao “Campeão” preconizar uma “nova imagem” para a Federação, que, do seu ponto de vista, carece de abertura no plano interno e de “arrumação de carreiristas e negociadores”.
 
Victor Baptista, embora esteja a fazer bom trabalho, defende a sua camarada, deve rodear-se de “pessoas mais capazes” e tem de haver na Federação uma “bolsa de competências”.
 
Etiquetas: , ,
posted by penacovaonline às 10:33
link | comentar | favorito

Vereador perde mandato

Vereadores perderam mandatos
 
 
  
Seis vereadores, quatro da Madeira, já foram destituídos pelo tribunal
O Tribunal Administrativo e Fiscal de Coimbra declarou a perda de mandato de dois vereadores de câmaras, um de Penela e outro de Penacova, no distrito de Coimbra, por não terem entregue as declarações de rendimentos no Tribunal Constitucional (TC).
 
Luís Francisco Filipe, de Penela, e Álvaro Manaia Pinheiro, de Penacova, ambos eleitos pelo PS e vereadores sem pelouros nas respectivas câmaras, não depositaram as declarações no TC nos 60 dias após a tomada de posse, como impõe a Lei, e ignoraram também as duas solicitações para o fazer que lhes foram dirigidas pelo tribunal.
 
O autarca de Penela garantiu ao DN não ter sido notificado da decisão judicial de 15 de Junho e preferiu não fazer comentários. O DN sabe, porém, que Luís Filipe alegou "desconhecimento da lei e esquecimento", argumentos que não convenceram os juízes de Coimbra. Na sentença, a que o DN acedeu, os magistrados lembram que o autarca tinha dois meses para fazer a entrega e, após uma notificação do presidente do TC, mais 30 dias. No entanto, o vereador só depois de citado para contestar a acção judicial é que enviou a declaração para o tribunal. Por tudo isto, os juízes entenderam que "o comportamento não doloso é difícil de enquadrar (...) pois só quando se viu confrontado com uma verdadeira acção judicial de perda de mandato é que se foi informar se a declaração também tinha de ser enviada por vereadores que não exercessem o cargo a tempo inteiro."
 
O DN tentou falar com Álvaro Pinheiro, mas este não esteve disponível. O social-democrata Maurício Marques, presidente da câmara de Penacova, lamentou o afastamento do vereador por não cumprir um acto administrativo, mas sublinhou que a lei tem de ser cumprida. O edil entende que há exagero na lei que obriga ao cumprimento de idênticas formalidades por vereadores com e sem pelouro. O vereador foi substituído na reunião de câmara de ontem pelo elemento seguinte na lista do PS.
 
Aos dois autarcas da região centro juntam-se outros quatro vereadores de câmaras municipais da Região Autónoma da Madeira que também já perderam os mandatos por idêntico motivo: Carlos Pereira e Luís Vilhena, do Funchal, Emanuel Câmara, de Porto Moniz, todos do PS, e ainda o social-democrata Bruno Coelho, da câmara de Porto Santo.
 
Fonte do TC admitiu ao DN que há mais autarcas em situação idêntica, já que cerca de 50 não depositaram as suas declarações, tendo os processos sido remetidos para os tribunais administrativos.  
 
 PAULA SANCHEZ   http://dn.sapo.pt/2007/07/21/cidades/vereadores_perderam_mandatos.html 
 
 
 
posted by penacovaonline às 10:06
link | comentar | favorito

Veja mais

Para ver mais registos deste blogue pode clicar no link dos meses anteriores ( ARQUIVO ) na barra lateral.

Ficha Técnica:

Webmaster : David Almeida Contacto: cyber.org@sapo.pt

Outubro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Registos Recentes

Penacova Actual renasce

Maurício Marques cede can...

Política ao rubro em Lorv...

Dia da Federação do PS/Co...

Vereador perde mandato

Etiquetas

actualidade

autarquicas09

blogosfera

bombeiros

desporto

feriado municipal

festitradições

frontal

futebol

igreja

karate

lampreia

lorvão

miro

nova esperança

penacova

penacova a mexer

politica

s. pedro de alva

travanca

todas as tags

Arquivo

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

pesquisar