Sábado, 10 de Abril de 2010

Selecções francesa e norueguesa de canoagem em estágio no Montebelo Aguieira

O Montebelo Aguieira Lake Resort & Spa, unidade de cinco estrelas junto à barragem de Aguieira, foi a unidade escolhida para estágio pelas selecções francesa e norueguesa de canoagem.

Alojada na unidade desde a passada terça-feira, dia 6, a selecção francesa vai estar em estágio até dia 14, enquanto o estágio da selecção norueguesa começa hoje e termina a dia 17, avança a unidade em nota informativa.

Composta por 16 atletas e quatro treinadores, a selecção francesa está a preparar as competições em que vai participar em Maio e escolheu o resort por este reunir “todas as condições para se tornar num centro de estágio”, informa a unidade, invocando a Nelo, empresa de fabrico de kayaks que é também o elo de ligação com as equipas e selecções que escolhem Portugal para treino.

A preparação das equipas desenvolve-se em vários níveis, como a preparação física no ginásio da unidade e corrida nas zonas envolventes, estando também previstos treinos diários em kayaks na barragem de Aguieira.

 

Saiba mais em:

http://www.turisver.com/article.php?id=47422

Etiquetas:
posted by penacovaonline às 12:19
link do post | comentar | favorito
Domingo, 21 de Junho de 2009

Aguieira: Jovem desaparecido

Um jovem de 28 anos terá desaparecido junto à barragem de Aguieira. A GNR retoma hoje as buscas, depois de ontem ter efectuado uma primeira pesquisa. As suspeitas de que o jovem possa ter caído à albufeira resultam do facto de o seu automóvel ter sido encontrado abandonado no local, revelou fonte do Comando Nacional da GNR.

FONTE
 

Etiquetas:
posted by penacovaonline às 19:19
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 30 de Janeiro de 2008

Barragem da Aguieira: postais com 30 anos

 

A construção da Barragem da Aguieira, revolucionou,  na altura da sua construção, o concelho de Penacova. Abrimos o baú de recordações e nele encontrámos um folheto da EDP

datado de 1978. Hoje, e para quem nao assistiu à fase de construção, é difícil imaginar o

que esta obra implicou. Tendo este blogue o objectivo de divulgar também a história recente do nosso concelho, aqui deixamos este apontamento.

 

 

 

   

BARRAGEM DA RAIVA

A construção da barragem da Aguieira, 1.º escalão do aproveitamento do Mondego e situada

a jusante da confluência do rio Dão, viria a ser incluída nas realizações do III Plano de Fomento, por decisão tomada pelo Conselho de ministros para os Assuntos Económicos, em 12 de Maio de 1970.

 

A beneficiação da bacia do grande rio tornar-se-ia realidade já no governo de Marcelo Caetano e pelo grande interesse do ministro Rui Sanches

 

O projecto foi revisto e actualizado em 1971, e em meados do ano seguinte foram iniciados

os trabalhos na barragem da Aguieira, prevendo-se que o custo total atingisse os dois milhões decontos, a repartir entre o Estado e a Companhia Portuguesa de Electricidade

 

Em 1975 a nacionalização do sector eléctrico e a constituição, no ano seguinte, da

Electricidade de Portugal - EDP, fez com que os trabalhos para o aproveitamento passassem a serassegurados por esta empresa.

 

As obras de construção civil e de instalação e montagem de equipamento na barragem da

Aguieira, que permitiam o início da produção de energia, estavam prontas em 1981, o que permitiu asua entrada ao serviço em 1 de Outubro.

 

As obras na barragem da Raiva ficaram prontas em Dezembro de 1982, altura em que este

aproveitamento iniciou a sua exploração em conjugação com a da Aguieira.

 

Finalmente, em 31 de Outubro de 1985, na sequência da conclusão dos trabalhos

relacionados com a barragem das Fronhas, procedeu-se ao fecho das comportas das descargas e ao início de enchimento da albufeira, ligada, como foi atrás referido, à barragem da Aguieira por umtúnel, para onde canaliza as águas do rio Alva.

 

In A Companhia Eléctrica das Beiras e o aproveitamento hidroeléctrico do rio Mondego, por João Figueira, no XXII Encontro da Associação Portuguesa de História Económica e Social Aveiro, 15 e 16 de Novembro de 2002

Veja:

http://www2.egi.ua.pt/xxiiaphes/Artigos/a%20J%20Figueira.PDF

 

 

posted by penacovaonline às 20:22
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 21 de Janeiro de 2008

Segurança das Barragens

Aquando dos simulacros na Barragem da Aguieira, quer o Comandante dos Bombeiros de Penacova, quer os responsáveis da EDP, reafirmaram  que a estrutura da barragem oferece segurança:

  "Estas missões são fundamentais para testar os planos de emergência e a nossa capacidade de resposta, assim como para descansar as populações dizendo-lhes podem confiar na estrutura e nos bombeiros", assume o comandante de Penacova que liderou a operação. Carlos Rosário, director do Centro de Produção Tejo-Mondego da EDP, afasta cenários de colapso da estrutura construída depois de 1976 e a funcionar desde 1987: "São recolhidos e monitorizados dos dados, pelo INAG e LNEC. Há visitas periódicas destas autoridades e não temos problemas de estrutura". E garante que todas as barragens estão devidamente certificadas quanto à segurança.|

 

http://dn.sapo.pt/2008/01/14/sociedade/simulacro_salvou_vidas_barragem_agui.html

 

posted by penacovaonline às 20:11
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 14 de Janeiro de 2008

Aguieira: se fosse hoje não seria construída

A Barragem da Aguieira, se fosse hoje, não seria construída, segundo Antunes do Carmo, Professor da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UC, em declarações proferidas numa conferência, no âmbito da Pós-Graduação em Dinâmicas Sociais e Riscos Naturais ( 2004)

A barragem da Aguieira, dado que se trata de uma obra de grande dimensão e se situa apenas a 35 quilómetros de uma grande cidade como Coimbra, nunca teria sido construída, à luz dos parâmetros actuais dos estudos de impacte ambiental.

 

Num cenário de ruptura,  as águas atingiriam Coimbra num espaço de 45 a 60 minutos, formando uma onda de perto de 12 metros, recheada de blocos de grande s dimensões…e imagine-se Oliveira, Raiva, Vila Nova, Ponte, Rebordosa, ...

 

No entanto, nos próximos 30 anos apenas na presença de um forte sismo tal cenário é possível. É que até aos 60 anos de vida as barragens resistem normalmente. Passado esse prazo, os riscos começam a aumentar de facto.

 

Hoje a segurança é máxima, graças à monitorização permanente que é assegurada.

 

Mas, e então daqui a 30 anos como vai ser?

 

Segundo aquele especialista, “ há que diminuir a sua capacidade e construir outras pequenas barragens a montante.”

 

posted by penacovaonline às 23:38
link do post | comentar | favorito

"Aguieira I – 2008".

Os Bombeiros Voluntários de Penacova testaram ontem a operacionalidade das suas equipas especializadas no exercício "Aguieira I – 2008". Excerto de DIÁRIO AS BEIRAS:

foto: DIÁRIO AS BEIRAS

" Num concelho atravessado por dois rios e onde existem duas albufeiras e duas grandes barragens, o risco de acidentes como este acontecerem é real. Desta forma, este tipo de exercícios "são absolutamente essenciais", não só para "treinar o pessoal, testar o plano de emergência interno da barragem e a sua adequação ao plano exterior", mas também para "dar garantias à população da capacidade das estruturas, neste caso da Barragem da Aguieira, e das instituições", explicou o comandante do Bombeiros Voluntários de Penacova, António Simões.

Mesmo tratando-se apenas de um simulacro "há sempre alguma adrenalina" e a situação não pode ser tomada de ânimo leve, pelo que todos os procedimentos têm de ser levados à risca. "Não dá para fazer as coisas a correr. Temos de nos abstrair de tudo o que está à nossa volta e concentrar a nossa atenção naquilo que é essencial, que é retirar as vítimas" em segurança, referiu o comandante.

No final, António Simões considerou que o exercício "correu bem", destacando o tempo de resposta, "58 minutos".

Desde que entrou em funcionamento, há vinte anos, o responsável recorda apenas dois "pequenos incidentes" na barragem: "um senhor que caiu à água e um pequeno incêndio". "São equipamentos muito seguros", frisa.

No exercício, participaram 30 bombeiros (23 de Penacova e sete dos Municipais da Figueira da Foz), dois barcos, duas ambulâncias e três viaturas.

Fotos seguintes:

Jornal de Notícias

    

 

 

 

 

 

 

posted by penacovaonline às 23:33
link do post | comentar | favorito
Domingo, 13 de Janeiro de 2008

Operacionalidade dos bombeiros em meio aquático

Testar a operacionalidade das equipas especializadas é o grande objectivo do exercício “Aguieira I – 2008”, que os Bombeiros Voluntários de Penacova realizam hoje de manhã nas instalações da Barragem da Aguieira.


Para a realização do exercício de salvamento, a corporação de Penacova vai utilizar técnicas de resgate em grande ângulo, através de uma equipa especializada criada no seio da corporação. No simulacro, realizado no âmbito do programa de formação das equipas de salvamento e resgate e interacção entre corpos de bombeiros, participam também os Bombeiros Municipais da Figueira da Figueira da Foz


Este programa tem por objectivo «potenciar respostas objectivas, seguras e consistentes face a incidentes complexos de médias e grandes dimensões, ou em zonas difíceis e/ou de importância social e económica relevante».


Nos meios envolvidos no exercício “Aguieira I – 2008”, os Bombeiros Voluntários de Penacova utilizarão também a equipa de intervenção em meio aquático, composta por dois barcos mergulhadores e nadadores salvadores.  

 

  in Diário de Coimbra e Site dos BVP
posted by penacovaonline às 10:34
link do post | comentar | favorito
Sábado, 13 de Outubro de 2007

Plano de Ordenamento da Albufeira da Aguieira

De acordo com o  Comunicado do Conselho de Conselho de Ministros Ministros de 11 de Outubro de 2007, foi aprovada uma Resolução respeitante ao Plano de Ordenamento da Albufeira da Aguieira,  alterando  a delimitação da Reserva Ecológica Nacional dos concelhos de Mortágua,  Penacova,  Santa Comba Dão,  Tábua,  Carregal do Sal e Tondela

 

Esta Resolução vem aprovar o Plano de Ordenamento da Albufeira da Aguieira, dotando-a de um instrumento de gestão territorial específico que visa a salvaguarda dos recursos e valores naturais e define o regime de gestão compatível com a utilização sustentável do território na respectiva área de intervenção.

 

Assim, procura-se conciliar a forte procura desta área com a conservação dos valores ambientais e ecológicos existentes e, principalmente, com a preservação da qualidade da água. Do mesmo modo, pretende-se, também, o aproveitamento dos recursos naturais existentes, através de uma abordagem integrada das potencialidades e das limitações do meio, com vista à definição de um modelo de desenvolvimento sustentável para o território.

 

Com efeito, o Plano de Ordenamento da Albufeira da Aguieira (POAA) incide sobre o plano de água e respectiva zona de protecção, com uma largura de 500 metros, medida na horizontal, a contar do nível de pleno armazenamento (cota 124,7m), encontrando-se a totalidade da área integrada nos municípios de Mortágua, de Penacova, de Santa Comba Dão, de Tábua, do Carregal do Sal e de Tondela.

 

Por outro lado, e simultaneamente enquadrada no processo de elaboração do plano de ordenamento, aprova-se a alteração da delimitação da Reserva Ecológica Nacional (REN) para as áreas dos municípios de Mortágua, de Penacova, de Santa Comba Dão, de Tábua, do Carregal do Sal e de Tondela, respectivamente, na área abrangida por este plano especial de ordenamento do território.

 

In: http://www.governo.gov.pt/Portal/PT/Governos/Governos_Constitucionais/GC17/Conselho_de_Ministros/Comunicados_e_Conferencias_de_Imprensa/20071011.htm

posted by penacovaonline às 18:37
link do post | comentar | favorito

Veja mais

Para ver mais registos deste blogue pode clicar no link dos meses anteriores ( ARQUIVO ) na barra lateral.

Ficha Técnica:

Webmaster : David Almeida Contacto: cyber.org@sapo.pt

Outubro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Registos Recentes

Selecções francesa e noru...

Aguieira: Jovem desaparec...

Barragem da Aguieira: pos...

Segurança das Barragens

Aguieira: se fosse hoje n...

"Aguieira I – 2008".

Operacionalidade dos bom...

Plano de Ordenamento da A...

Etiquetas

actualidade

autarquicas09

blogosfera

bombeiros

desporto

feriado municipal

festitradições

frontal

futebol

igreja

karate

lampreia

lorvão

miro

nova esperança

penacova

penacova a mexer

politica

s. pedro de alva

travanca

todas as tags

Arquivo

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

pesquisar