Quarta-feira, 29 de Abril de 2009

Política ao rubro em Lorvão

Na sequência duma denúncia surgida nos jornais nos últimos dias, a propósito de um alcatroamento numa artéria da Aveleira, que serve o local onde foi servido o almoço de  casamento do presidente da Junta, Dr. Mauro Carpinteiro, vem agora o Diário de Coimbra noticiar a reacção daquele autarca:
 
"Autarca do Lorvão processa dirigente do Partido Socialista
 

O Presidente Junta de Freguesia de Lorvão, Mauro Carpinteiro recusa alguma responsabilidade na beneficiação realizada da estrada principal da Aveleira, na véspera da festa do seu casamento.

Interrompendo a lua-de-mel nos Açores, Mauro Carpinteiro disse ontem ao Diário de Coimbra achar «infame alguém se aproveite de uma situação dessas para fazer política», deixando claro que, «quem me conhece sabe que eu não me aproveito dos dinheiros públicos para questões pessoais».
«Trata-se de gente sem escrúpulos, que usa da mais baixa e aberrante forma de fazer política», disse o jovem autarca, concretizando que Sandra Ralha, a secretária coordenadora do PS de Lorvão, «nunca fez nada pela Aveleira e só pensou em estragar-me a lua-de-mel».
Mauro Carpinteiro assegurou ainda que «sou incapaz de me aproveitar de dinheiros públicos para meu proveito», deixando certo que, que «quando chegar aí, vou accioná-la judicialmente por difamação».
Mauro Carpinteiro sustenta ainda que se trata de «uma pessoa sem ética», tanto mais que «em termos de uso de dinheiros públicos para benefício próprio, o PS de Penacova não dá lições a ninguém, muito menos a mim».
 

Ver mais pormenores AQUI e também AQUI

Etiquetas:
posted by penacovaonline às 22:38
link | comentar | favorito
1 comentário:
De Marta Chelinho a 30 de Abril de 2009 às 13:16
Perante a notícia publicada no Jornal Diário de Coimbra no dia 28 de Abril, na página n.º 16, referente ao Presidente da Junta de Freguesia do Lorvão (Penacova), não posso deixar de manifestar a minha indignação.
Na referida notícia, o Presidente, Mauro Carpinteiro, é acusado de ter usufruído de dinheiro público para fins pessoais, de abuso de poder e de desrespeito perante os habitantes da freguesia, entre outros. Estas acusações são falsas e profundamente injustas, tendo sido dirigidas a um dos (poucos) políticos honestos que o nosso país se pode orgulhar de ter. Quem conhece o Mauro Carpinteiro sabe que a honestidade, o respeito e o trabalho rigoroso são características que dele fazem parte e, por isso, jamais cometeria a aberração de que foi acusado. Além do mais, ele, enquanto Presidente da Junta de Freguesia do Lorvão, juntamente com todos os outros presidentes de Junta e com o Eng. Maurício Marques, Presidente da Câmara Municipal de Penacova, contribui para que esta Câmara seja aquela com a MELHOR condição financeira DO PAÍS. Por que será?
Quanto à notícia e às acusações propriamente ditas, é fácil de concluir que as mesmas não fazem qualquer sentido. Em primeiro lugar, a obra de que falam está a cargo da empresa Águas do Mondego e nada tem que ver com a Câmara Municipal ou com a Junta de Freguesia. É aquela empresa que decide onde, quando e como exerce o seu trabalho. Além disso, que sentido faria o Mauro Carpinteiro pedir que alcatroassem 20 ou 30 metros de estrada em frente à Quinta onde se casaria, se todo o restante percurso que os convidados (e ele próprio) percorreriam se encontrava em péssimas condições? Para além destes simples, mas lógicos raciocínios, seria o Mauro Carpinteiro tão pouco inteligente a ponto de ter feito tal pedido, precisamente na véspera do seu casamento? Não o fez, jamais o faria e nunca poderia dar tal ordem; mas, se o fizesse, não daria demasiado “nas vistas” alcatroar uma estrada no dia anterior ao seu casamento?...
As injúrias foram feitas em nome de partidos políticos e não em nome de habitantes da freguesia, revoltados com a situação. As acusações advêm de pessoas que representam partidos políticos, mas que apenas surgem em época de eleições para criticar, e nunca para sugerir ou fazer algo de bom pela freguesia.
É de extrema baixeza aquilo que continuam a fazer para além da publicação no jornal, ainda mais, tendo em conta que o Mauro Carpinteiro não se encontra em Portugal continental para se poder defender.

Pergunto ainda, é assim que se faz política?

Marta Chelinho


Comentar post

Veja mais

Para ver mais registos deste blogue pode clicar no link dos meses anteriores ( ARQUIVO ) na barra lateral.

Ficha Técnica:

Webmaster : David Almeida Contacto: cyber.org@sapo.pt

Outubro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Registos Recentes

Penacova Online continua ...

Penacova online regressa ...

Penacova Online regressa ...

...

Travanca: Dia da Freguesi...

Travanca do Mondego assin...

Soares Marques ( 1919-201...

Paulo Cunha: escritor pe...

Agenda 21 Local: um proje...

Feriado Municipal evocou ...

17 de Julho: Feriado Muni...

Concurso “Achas que sabes...

União de Chelo promove No...

Confraria da Lampreia de ...

Festas do Município arran...

Etiquetas

actualidade

autarquicas09

blogosfera

bombeiros

desporto

feriado municipal

festitradições

frontal

futebol

igreja

karate

lampreia

lorvão

miro

nova esperança

penacova

penacova a mexer

politica

s. pedro de alva

travanca

todas as tags

Arquivo

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

pesquisar