Quinta-feira, 19 de Junho de 2008

Festas dos santos populares

Há tradições que o tempo não apaga e importa salvaguardá-las como património cultural que, efectivamente, são.Estamos a falar deste mês de Junho e dos Santos Populares.

 

Primeiro vem o Santo António, no dia 13; segue-se o S. João, no dia 24; e, para acabar as festas, no dia 29 comemora-se o S. Pedro. E lá diz a cantiga, também ela popular: «Santo António já se acabou, o S. Pedro está a acabar, S. João, S. João, dá cá um balão para eu brincar.»

 

Num país tradicionalmente religioso e basicamente católico, algumas festas adquiriram uma raiz um pouco pagã, ainda que não esquecendo as suas origens. Não vamos, pois, relatar a história dos três santos que marcam este mês, nem as razões subjacentes à sua santidade. Vamos antes recordá-los – alegres e jocosos – como a tradição popular os trouxe até nós.

 

O Santo António, atrevido, brejeiro e casamenteiro, não tem mãos a medir, com as raparigas a pedirem uma «ajudinha» para encontrarem um noivo que lhes sirva. Com bilhetes escondidos sob as peanhas das imagens ou com pedidos verbais e às claras, muitas fazem promessas e algumas garantem, anos mais tarde, ter encontrado o amor da sua vida na noite de Santo António. Ainda que comemorado em todo o país, o Santo António é mais festejado em Lisboa e os seus dotes casamenteiros traduzem-se por iniciativas várias, nomeadamente as famosas «noivas de Santo António».Num tempo de alegria, não faltam os desfiles e as marchas populares, os arraiais de sardinha assada e bifanas, os bailaricos e outras diversões, sobretudo nos bairros mais tradicionais.

 

Este ambiente de grande entusiasmo e euforia estende-se ao Porto, onde o santo que baptizou Cristo não tem mãos a medir na noite de 23 para 24. Num tempo de manjericos, não faltam os alhos-porros para bater nas cabeças de quem passeia, mais recentemente os martelinhos e os raminhos de flores que se dão a cheirar a quem passa, às vezes com perfumes de gosto muito duvidoso. Correm-se as ruas, dança-se não importa com quem, soltam-se os cantares e as ruas do Porto, sobretudo as mais características, enchem-se de cascatas com as crianças a pedirem mais uns tostões para alindar a obra que é de todos e homenageia o S. João. E há quem percorra toda a cidade, a pé, desde o escurecer à madrugada, passeios «refrescados» com cerveja e vinho, muitos terminando num sono, mais ou menos reparador, na relva da Avenida dos Aliados.

 

O S. Pedro, que acompanhou Cristo e se tornou num dos seus Apóstolos, marca o fim do mês e das festas, sobretudo no Norte do País. Já os foliões estão um pouco cansados, o que não os impede de ainda saltar fogueiras e, já com saudade, começar a preparar os festejos do ano seguinte.

 

São estas tradições importantes do nosso país e trazem até nós muitos estrangeiros, curiosos dos costumes nacionais, enquanto beneficiamos deste nosso sentir alegre e prestamos homenagem aos santos que fazem parte do nosso património religioso.
Num tempo em que se fala em divisões e bairrismos num sentido nem sempre positivo, convém lembrar que é exactamente nesse bairrismo que vivemos o que de melhor têm as festas populares.

 

Excertos de artigo em

http://www.audacia.org/cgi-bin/quickregister/scripts/redirect.cgi?redirect=EEuyEklFlyLIFzKKJq
 

Animação:http://portuguesembadajoz.wordpress.com/

posted by penacovaonline às 16:36
link do post | comentar | favorito

Veja mais

Para ver mais registos deste blogue pode clicar no link dos meses anteriores ( ARQUIVO ) na barra lateral.

Ficha Técnica:

Webmaster : David Almeida Contacto: cyber.org@sapo.pt

Outubro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Registos Recentes

Penacova Online continua ...

Penacova online regressa ...

Penacova Online regressa ...

...

Travanca: Dia da Freguesi...

Travanca do Mondego assin...

Soares Marques ( 1919-201...

Paulo Cunha: escritor pe...

Agenda 21 Local: um proje...

Feriado Municipal evocou ...

17 de Julho: Feriado Muni...

Concurso “Achas que sabes...

União de Chelo promove No...

Confraria da Lampreia de ...

Festas do Município arran...

Etiquetas

actualidade

autarquicas09

blogosfera

bombeiros

desporto

feriado municipal

festitradições

frontal

futebol

igreja

karate

lampreia

lorvão

miro

nova esperança

penacova

penacova a mexer

politica

s. pedro de alva

travanca

todas as tags

Arquivo

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

pesquisar