Terça-feira, 20 de Abril de 2010

Emprego e desenvolvimento são áreas prioritárias, mas também o turismo é uma aposta forte

Há cerca de um mês, o jornal Campeão das Províncias, que se publica em Coimbra, entrevistou o Dr. Humberto Oliveira, Presidente da Câmara Municipal de Penacova. Pela sua oportunidade, deixamos aqui, o texto da mesma:

 

 

“O que Penacova tem de mais valioso e precioso é o seu património”

 

 

Humberto Oliveira, 37 anos, é o novo presidente da Câmara Municipal de Penacova. Traçar um novo rumo para o concelho, onde as questões do emprego e do desenvolvimento se afirmam como áreas prioritárias, é o grande desafio do autarca socialista para os próximos quatro anos. Em entrevista a “O Despertar”, Humberto Oliveira mostra-se preocupado com o desemprego e assume como “necessidade imperiosa” a fixação de novas empresas no concelho. Num momento em que estão em curso obras determinantes para o desenvolvimento concelhio, o autarca sublinha que o futuro de Penacova também terá que passar obrigatoriamente pela forte aposta no turismo, através do aproveitamento, valorização e promoção do património natural e construído.

 

Tomou posse recentemente como presidente da Câmara Municipal de Penacova. Quais são as prioridades que estabelece para estes quatro anos?

 

As prioridades são as mesmas que anunciámos na campanha eleitoral. O cenário confirma-se e mantêm-se. Sentimos uma necessidade imperiosa de conseguirmos instalar empresas no concelho, para melhorar a nossa capacidade de criação de emprego. Como sabemos, o desemprego é uma preocupação nacional e nós aqui em Penacova ainda temos outro tipo de dificuldades, já que temos algum desemprego estrutural de grande importância, principalmente no sector feminino. Essa é uma das nossas grandes prioridades. Depois é preciso apostar fortemente no turismo. O futuro tem que passar por este sector. O Festival da Lampreia [que decorreu há cerca de 15 dias no concelho], embora não seja uma novidade, é uma das iniciativas que traz muitos visitantes a Penacova mas há outras que queremos implementar. Posso dizer, por exemplo, que queremos criar condições para que a nossa pista de pesca possa funcionar e vamos também apostar na Livraria do Mondego, um monumento que candidatámos às 7 Maravilhas Naturais e que estava completamente abandonado há muitos anos. Queremos criar ali um espaço de atracção turística para que as pessoas possam vir apreciar as nossas paisagens e esperamos que possa vir a gerar investimento para o concelho. Pretendemos essencialmente virar-nos para os rios, para o Alva e para o Mondego, dois cursos de água com singularidades especiais e muito próprias e que, de alguma forma, fomos esquecendo nos últimos anos. O nosso desejo é colocá-los novamente no mapa e fazer com que as pessoas nos visitem também pelos nossos rios.

 

Entende portanto que o desenvolvimento do município terá que passar por essa forte aposta no turismo?

 

Com toda a certeza. A nossa grande mais valia é o nosso património. O que Penacova tem de mais valioso e precioso é o seu património. O próprio Governo disse que queria colocar três sectores no “Top Ten” mundial e um desses sectores era o turismo. Então, sendo este um desígnio nacional e tendo nós as características que temos, acho que não podemos ficar de fora desse esforço.

Como é que caracteriza o concelho de Penacova?

 

É um concelho grande e temos que reconhecer que não é um concelho muito fácil. Tem uma grande dimensão, com muitas aldeias relativamente dispersas entre si, e que têm algumas dificuldades de emprego. Temos duas ou três empresas com alguma dimensão, mas o resto são micro empresas, o que dificulta a entrada das pessoas no mercado local. A nossa população é obrigada a deslocar-se para fora, principalmente para Coimbra. Felizmente temos a vantagem da proximidade geográfica com Coimbra. Se assim não fosse penso que o problema do desemprego ainda seria maior.

 

Apesar das dificuldades ao nível do emprego, Penacova não tem problemas de desertificação?

 

Não. Embora tenhamos algumas aldeias que estão em estado de abandono não temos problemas de desertificação, até porque estamos próximos do Litoral. Aquela desertificação que se verifica no Interior aqui não se sente. Mesmo quando falo em abandono de algumas aldeias não é abandono pela fuga dos habitantes. O que se verifica nesses casos é que as pessoas começaram a criar zonas de construção na periferia da aldeia, passaram a construir novo e a não reconstruir o velho. Então temos habitações muito envelhecidas, casas completamente devolutas e a começar a cair. Obviamente que isso também nos traz preocupações já que levanta questões ao nível da segurança.

 

Podemos dizer que é um concelho em crescimento?

 

Não. Também não é um concelho em crescimento. Penso que estamos estabilizados. Actualmente temos cerca de 16.700 habitantes, nas 11 freguesias.

 

Qual é a maior dificuldade com que se deparou desde que assumiu os destinos do concelho?

 

Desde que tomei posse, as maiores dificuldades que senti prendem-se efectivamente com a questão do desemprego. Depois também me preocupa muito alguns atrasos em alguns investimentos que já deveriam estar mais adiantados, como o saneamento básico. Ainda temos que continuar a fazer um esforço grande nesta área quando já poderíamos estar a avançar para outras áreas, como a questão do turismo. Neste momento, como autarca, o verifico é que muitos dos projectos que gostaria de avançar terão eventualmente que esperar mais algum tempo. Noto que terei que ser mais comedido, porque primeiro ainda tenho que fazer alguns investimentos em áreas básicas que ainda não foram efetuados e que são determinantes para a qualidade de vida da nossa população.

 

Neste momento, estão algumas grandes obras em curso em Penacova…

 

Sim. De fato, estamos a fazer o maior esforço de investimento que com certeza foi alguma vez feito no município. Temos cerca de 11 milhões de euros de obra a decorrer, onde se destaca o saneamento básico, o centro cultural e um centro educativo do primeiro ciclo na vila de Penacova. Temos também em perspectiva avançar, ainda este ano, com um segundo centro educativo na freguesia do Lorvão. Estou a falar de obras fundamentais e estruturais. O centro cultural vai englobar também uma biblioteca, que vai substituir a actual que não tem grandes condições físicas; e o centro educativo foi uma das prioridades que colocámos no programa eleitoral enquanto candidatos. É também um dos desígnios nacionais criar centros educativos com melhores condições para os nossos alunos e para as nossas crianças e, portanto, também temos essa obrigação de fazer esse esforço nessa área.

 

Tem alguma previsão em relação à conclusão dessas obras?

 

Estou a contar que a biblioteca e o centro educativo estejam concluídos nos meados deste ano. Não há grandes derrapagens nos prazos por isso espero que o novo ano lectivo já possa iniciar-se na nova escola.

 

Para além destas, alguma obra que considere determinante para o concelho?

 

Há duas ou três, nomeadamente ao nível da regeneração urbana. Tanto Penacova como a vila do Lorvão têm uma singularidade patrimonial muito própria e têm alguma genuidade arquitectónica. Acho que a requalificação dos espaços urbanos beneficiaria bastante o concelho. Em relação a Penacova, penso que poderemos avançar, temos candidaturas aprovadas e é uma questão de resolvermos aqui alguns problemas, nomeadamente de enquadramento geral do projecto noutras intervenções, como o hotel. Quanto ao Lorvão, tivemos uma boa notícia no final do ano, com a aprovação de uma candidatura no QREN pelo ministério da Cultura para a requalificação do Mosteiro. Entendo que este pode ser o primeiro passo para que o Lorvão possa ter o lugar que merece nos roteiros turísticos deste país porque, de facto, temos aqui uma jóia nacional, um monumento muito bonito e que tem sido muito maltratado. Eu tenho 37 anos e sempre me lembro de ler e de ouvir pessoas a falar sobre a tristeza que era deixar o mosteiro abandonado como estava. Espero que brevemente esta situação seja alterada e estou convicto de que a recuperação do mosteiro será uma grande mais valia não só para Penacova como também para o país.

 

in Campeão das Províncias,

 

terça-feira, 16 de Março de 2010

 

 Zilda Monteiro

 

NR: O título deste "post" é da nossa responsabilidade.

posted by penacovaonline às 21:08
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Heliana Rodrigues da Costa a 26 de Abril de 2010 às 00:35
Meus parabéns ao Dr Humberto pelos seus projetos e o desejo de êxito pois Penacova merece, com certeza estar no Top de turismo em Portugal.
Também participei via internet da luta pela restauração do órgão e Mosteiro do Lorvão, pois é uma jóia maravilhosa e que merece ser restaurada.
Vale-me dizer também como sugestão, investir-se na área de Artes, em todos os seus campos, inclusive o Artesanal, que já tem muita beleza.
Creio que um movimento nesse sentido, com certeza , enriqueceria habilidades para muita gente e consequentemente aumentaria mão de obra, feminina e masculina.
Boa sorte a toda a gente. Torço por Penacova.


Comentar post

Veja mais

Para ver mais registos deste blogue pode clicar no link dos meses anteriores ( ARQUIVO ) na barra lateral.

Ficha Técnica:

Webmaster : David Almeida Contacto: cyber.org@sapo.pt

Outubro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Registos Recentes

Penacova Online continua ...

Penacova online regressa ...

Penacova Online regressa ...

...

Travanca: Dia da Freguesi...

Travanca do Mondego assin...

Soares Marques ( 1919-201...

Paulo Cunha: escritor pe...

Agenda 21 Local: um proje...

Feriado Municipal evocou ...

17 de Julho: Feriado Muni...

Concurso “Achas que sabes...

União de Chelo promove No...

Confraria da Lampreia de ...

Festas do Município arran...

Etiquetas

actualidade

autarquicas09

blogosfera

bombeiros

desporto

feriado municipal

festitradições

frontal

futebol

igreja

karate

lampreia

lorvão

miro

nova esperança

penacova

penacova a mexer

politica

s. pedro de alva

travanca

todas as tags

Arquivo

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

pesquisar