Quarta-feira, 30 de Janeiro de 2008

Barragem da Aguieira: postais com 30 anos

 

A construção da Barragem da Aguieira, revolucionou,  na altura da sua construção, o concelho de Penacova. Abrimos o baú de recordações e nele encontrámos um folheto da EDP

datado de 1978. Hoje, e para quem nao assistiu à fase de construção, é difícil imaginar o

que esta obra implicou. Tendo este blogue o objectivo de divulgar também a história recente do nosso concelho, aqui deixamos este apontamento.

 

 

 

   

BARRAGEM DA RAIVA

A construção da barragem da Aguieira, 1.º escalão do aproveitamento do Mondego e situada

a jusante da confluência do rio Dão, viria a ser incluída nas realizações do III Plano de Fomento, por decisão tomada pelo Conselho de ministros para os Assuntos Económicos, em 12 de Maio de 1970.

 

A beneficiação da bacia do grande rio tornar-se-ia realidade já no governo de Marcelo Caetano e pelo grande interesse do ministro Rui Sanches

 

O projecto foi revisto e actualizado em 1971, e em meados do ano seguinte foram iniciados

os trabalhos na barragem da Aguieira, prevendo-se que o custo total atingisse os dois milhões decontos, a repartir entre o Estado e a Companhia Portuguesa de Electricidade

 

Em 1975 a nacionalização do sector eléctrico e a constituição, no ano seguinte, da

Electricidade de Portugal - EDP, fez com que os trabalhos para o aproveitamento passassem a serassegurados por esta empresa.

 

As obras de construção civil e de instalação e montagem de equipamento na barragem da

Aguieira, que permitiam o início da produção de energia, estavam prontas em 1981, o que permitiu asua entrada ao serviço em 1 de Outubro.

 

As obras na barragem da Raiva ficaram prontas em Dezembro de 1982, altura em que este

aproveitamento iniciou a sua exploração em conjugação com a da Aguieira.

 

Finalmente, em 31 de Outubro de 1985, na sequência da conclusão dos trabalhos

relacionados com a barragem das Fronhas, procedeu-se ao fecho das comportas das descargas e ao início de enchimento da albufeira, ligada, como foi atrás referido, à barragem da Aguieira por umtúnel, para onde canaliza as águas do rio Alva.

 

In A Companhia Eléctrica das Beiras e o aproveitamento hidroeléctrico do rio Mondego, por João Figueira, no XXII Encontro da Associação Portuguesa de História Económica e Social Aveiro, 15 e 16 de Novembro de 2002

Veja:

http://www2.egi.ua.pt/xxiiaphes/Artigos/a%20J%20Figueira.PDF

 

 

posted by penacovaonline às 20:22
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 28 de Janeiro de 2008

Lampreia:um dos ex-libris de Penacova

XI FIM-DE-SEMANA DA LAMPREIA

 

          22, 23 e 24 de Fevereiro próximo

 

posted by penacovaonline às 23:37
link do post | comentar | favorito
Sábado, 26 de Janeiro de 2008

Carnaval em S. Paio

 

 

Está previsto para o próximo dia 4 de Fevereiro um karaoke/baile de máscaras a realizar no

 Salão da Junta de Freguesia pelas 20 horas,com atribuição de um prémio ao melhor

mascarado.

 

FONTE:http://saopaiodemondego.blogspot.com/

 

 

Etiquetas: ,
posted by penacovaonline às 22:26
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 23 de Janeiro de 2008

Trasladação dos corpos das vítimas mortais do acidente em Espanha

 

in

http://jn.sapo.pt/2008/01/23/pais/corpos_chegam_hoje_a_portugal.html

 

Corpos chegam hoje a Portugal

 

 A trasladação dos corpos das vítimas mortais do acidente de viação, anteontem, em Valladolid, Espanha, está prevista para o início da tarde de hoje, segundo fonte da Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos, que apontou para a chegada dos corpos, àquela vila, por volta das 20 horas, altura a que deve chegar também o corpo de Carlos Bastos a Sazes do Lorvão, Penacova.

 

Os funerais em Figueiró dos Vinhas estão previstos para as 11.30 horas e 16 horas de amanhã. O primeiro, será o dois dois irmãos, Neutel e Martinho Almeida, que passarão a noite na casa mortuária de Figueiró dos Vinhos, e serão sepultados no cemitério da localidade.

 

O funeral de Diamantino Conceição decorrerá da parte da tarde, e o corpo será sepultado no cemitério de Moninhos Fundeiros, após passar a noite na capela da povoação, vizinha a Figueiró dos Vinhos. Carlos Bastos deverá ser sepultado também amanhã, ainda da parte da manhã, no cemitério da freguesia de Sazes do Lorvão (concelho de Penacova, distrito de Coimbra), de onde era natural e em que residia, com os pais. 


Recordemos o sucedido:

 

Quatro portugueses morreram em Valladolid

Um trágico acidente, ontem de madrugada, ao quilómetro 164 da auto-estrada A-62, em Valladolid, Espanha, vitimou quatro portugueses, três emigrantes e um taxista, que viajavam de França até Portugal. Três vítimas são de Figueiró dos Vinhos e outra de Sazes de Lorvão, Penacova

 

O acidente ocorreu pelas 5h27 (6h27 em Espanha), numa altura em que se fazia sentir um intenso nevoeiro. Na A-62, perto da localidade de Vallisoletana de Pollos, a Volkswagen Transporter (um táxi de cor beje) onde seguiam sete portugueses foi abalroada por uma Renault Trafic de matrícula espanhola, com matrícula de Salamanca, que se despistou e passou o separador central.

O choque violento provocou a morte imediata dos quatro portugueses, tendo ficado feridos com gravidade dois outros ocupantes da viatura. Ferimentos ligeiros foram registados num jovem de 19 anos, originário da Sertã, e nos condutores da carrinha espanhola e de outro veículo que acabou envolvido no acidente.

Diamantino das Neves Conceição, com 49 anos, pai de dois filhos, conduzia o táxi e é uma das vítimas mortais. Figueiró dos Vinhos chora também a morte de dois irmãos que seguiam na carinha a acidentada. Trata-se de Neutel e Martinho Pais de Almeida, originários da aldeia de Lavandeira, de 37 e 34 anos, respectivamente. A localidade de Sazes do Lorvão, Penacova, perdeu João Carlos Alves Bastos, de 38 anos

 

In http://www.diariocoimbra.pt/17669.htm

 


posted by penacovaonline às 07:40
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 22 de Janeiro de 2008

Recuperação do órgão marcou visita de Cavaco

In DIÁRIO DE COIMBRA:

Ministra da Cultura deixou garantia

Recuperação do órgão de tubos com condições para avançar

 Resolvido que está o processo que opôs o IPPAR e o organeiro, importa agora identificar as peças do órgão de tubos do Mosteiro de Lorvão. Concluída esta fase, há condições para avançar com o restauro

O Presidente da República visitou ontem o Mosteiro de Lorvão, no concelho de Penacova, de onde levou uma pasta com toda a documentação sobre o processo de reconstrução do órgão de tubos, que se arrasta desde 1992. Foi a forma que a Junta de Freguesia local e a Associação Pró-Defesa do Mosteiro de Lorvão encontraram para chamar a atenção de Cavaco Silva para o problema que, de acordo com a ministra da Cultura, tem agora outras condições para ser resolvido, uma vez que as peças do órgão já estão na posse do Ministério da Cultura.

Cavaco Silva – que visitou o monumento no âmbito das II Jornadas para o Roteiro do Património – conheceu de perto todo o mosteiro, desde a igreja aos claustros, passando pelo cadeiral e pelo órgão que «não está lá», como recordou Nelson Correia Borges, professor da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Sobre o assunto, o Chefe de Estado não falou. Foi antes a ministra da Cultura quem deu a cara perante os muitos populares que lhe pediam alguma atenção para o problema.

«Olhe pelo nosso órgão, senhora ministra», diziam os populares. Isabel Pires de Lima não se recusou, por nenhuma vez, a dar explicações. «Finalmente temos o órgão connosco, ou pelo menos pedaços do órgão, porque o organeiro não o tratava nem nos dava de volta. Agora trata-se de contratar um perito para analisar e juntar as peças», explicou.

Efectivamente, e segundo a titular da pasta da cultura, o processo que se arrasta desde 1992, que opôs o organeiro ao IPPAR, foi já resolvido na justiça e há pouco tempo conseguiu-se, com o apoio da PJ, aceder a vários órgãos. «Agora importa fazer a identificação das peças e verificar se (o de Lorvão) está completo», explicou Isabel Pires de Lima, que espera, depois desta fase, ter «condições para avançar com a recomposição, restauro e reposição do órgão» no Mosteiro de Lorvão. É, de resto, recordou, «uma aspiração muito forte das populações e nós temos todo o empenho que o processo avance, agora que há condições».

Datas sobre o avanço do restauro não há, pelo menos segundo a ministra. Mas há a convicção da Junta de Freguesia de Lorvão de que o órgão estará pronto no próximo ano. Pelo menos foi essa a promessa deixada há algum tempo pelo delegado regional de Cultura do Centro. «Temos a promessa do professor Pedro Pita de que estaria a funcionar em 2009. Como acreditamos na boa-vontade das pessoas e o professor Pedro Pita tem demonstrado boa-vontade nós acreditamos», disse o presidente da Junta, Mauro Carpinteiro.

Espaço museológico dependente

de escavações arqueológicas

 O atraso de anos na recuperação do órgão de tubos tem sido um problema, mas não é o único a existir no Mosteiro de Lorvão. A terceira fase de recuperação do monumento, que já deveria estar concluída, está com um atraso de três anos. Continua, pois, a faltar a criação do espaço museológico para exposição de todo o espólio do mosteiro.

E se até aqui a questão tem sido «falta de verbas», como explicou Nelson Correia Borges, agora há também a necessidade de se fazerem escavações arqueológicas no espaço onde será erguido o museu, ao nível das varandas do claustro. «Não podemos estar a construir em cima de património com o risco de o estar a destruir», explicou o presidente da Associação Pró-Defesa do Mosteiro de Lorvão, considerando que este é um problema que seguramente vai atrasar a construção do espaço museológico, mas «é um atraso que pode trazer muitos benefícios». «Agora queríamos que fossem autorizadas as escavações arqueológicas para depois se ultimar o projecto e começar a construção», explicou o professor da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.   http://www.diariocoimbra.pt/17670.htm

 

 

posted by penacovaonline às 21:52
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 21 de Janeiro de 2008

GNR identifica três suspeitos de assaltos na Guarda e Penacova

A GNR da Guarda anunciou hoje a apreensão de material furtado e a identificação de três indivíduos com idades entre 18 e 35 anos, suspeitos da autoria de vários assaltos no concelho nos últimos meses.

Segundo fonte do Grupo Territorial da GNR da Guarda, a apreensão de material, avaliado em 50 mil euros, foi feita «durante a realização de diversas buscas, judicialmente autorizadas, em habitações e armazéns das localidades de Meios, Rapoula (Guarda) e Penacova (Coimbra)».

 

Os três homens, que estão desempregados, são suspeitos de, nos últimos meses, terem efectuado vários furtos em habitações, armazéns e estabelecimentos comerciais da cidade da Guarda e das localidades de Vale de Estrela, Maçainhas e Cubo, incluindo nas instalações locais da Estradas de Portugal.

 

Na operação desencadeada pela GNR «foi recuperada uma grande quantidade de material eléctrico, de som, informático, bem como material utilizado na construção civil, que havia sido furtado em pelo menos cinco ocasiões diferentes», disse o major Cunha Rasteiro, comandante do Grupo Territorial da GNR da Guarda.

 

Este responsável adiantou que um dos suspeitos, residente em Penacova, está indiciado como receptador do material furtado pelos outros dois detidos, que são residentes na Guarda, avaliado em cerca de 71 mil euros.

 

Os três homens foram constituídos arguidos pela GNR e ficaram sujeitos a termo de identidade e residência, referiu Cunha Rasteiro.

 

in Diário Digital / Lusa

 

17-01-2008 14:54:57

posted by penacovaonline às 20:23
link do post | comentar | favorito

Segurança das Barragens

Aquando dos simulacros na Barragem da Aguieira, quer o Comandante dos Bombeiros de Penacova, quer os responsáveis da EDP, reafirmaram  que a estrutura da barragem oferece segurança:

  "Estas missões são fundamentais para testar os planos de emergência e a nossa capacidade de resposta, assim como para descansar as populações dizendo-lhes podem confiar na estrutura e nos bombeiros", assume o comandante de Penacova que liderou a operação. Carlos Rosário, director do Centro de Produção Tejo-Mondego da EDP, afasta cenários de colapso da estrutura construída depois de 1976 e a funcionar desde 1987: "São recolhidos e monitorizados dos dados, pelo INAG e LNEC. Há visitas periódicas destas autoridades e não temos problemas de estrutura". E garante que todas as barragens estão devidamente certificadas quanto à segurança.|

 

http://dn.sapo.pt/2008/01/14/sociedade/simulacro_salvou_vidas_barragem_agui.html

 

posted by penacovaonline às 20:11
link do post | comentar | favorito
Sábado, 19 de Janeiro de 2008

Presidente da República visita Lorvão

Depois de ter efectuado, no ano passado, um périplo pela zona Sul do país, naquela que foi a 1.ª Jornada do Roteiro para o Património, Cavaco Silva inicia, na próxima segunda-feira, uma visita de dois dias à Beira e Douro Litoral, no âmbito das II Jornadas do «Roteiro para o Património». Depois da visita a Coimbra,  a comitiva presidencial deslocar-se-á também ao Mosteiro de Lorvão.

O Chefe de Estado será acompanhado pela ministra da Cultura, Isabel Pires de Lima, prevendo-se também a presença em Coimbra do ministro da Ciência e Tecnologia, Mariano Gago.

Pretende-se, uma vez mais  sensibilizar entidades, empresas, asociações, escolas e cidadãos em geral para as boas práticas, políticas e técnicas, seguidas por autarquias, associações privadas e particulares para a defesa, valorização e promoção do património português.

 

posted by penacovaonline às 20:06
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2008

Águas do Mondego: o fantasma da Urgeiriça

O problema não é novo. Por várias vezes a comunicação social tem falado da qualidade da água de consumo no vale do Mondego.
 
Agora, parece que, de novo circula pela região a notícia ( ou boato ) de que a água do Mondego ( inclusivamente a que é captada na Barragem da Aguieira ) está contaminada com resíduos de urânio.
 
O alerta, na esperança de que se trate mesmo de um boato, é dado no Jornal Nova Esperança, de 31 de Dezembro,  em artigo assinado por Alfredo Fonseca.
 
Face à persistência destas notícias, infundadas ou não, deverão as autoridades apresentar publicamente um documento que dê conta do que se passa na realidade, de modo a informar sobre o que de facto foi feito nos últimos anos para resolver o problema deixado pelas minas da Urgeiriça, principal foco de toda esta suspeição.
 
È que, será de recordar o que em 2005 e 2006 circulou pelos jornais, entre outros o Correio da Manhã e na blogosfera em geral. Basta ir ao Google e pesquisar “ urgeiriça, água, urânio…) para termos uma ideia de que o problema existe. Com que fundamento?
 
Resposta precisa-se!
 
 
15 Maio 2005
Águas do Mondego “uranizadas”?
 
Segundo uma notícia do matutino português Correio da Manhã, de hoje, as belas águas do Mondego poderão estar contaminadas com resíduos de urânio proveniente das minas abandonadas, pondo em risco as populações que nele se abastecem.
 
 “Nas minas da Urgeiriça, onde a situação é mais preocupante, águas que podem conter matérias radioactivas são despejadas num riacho que vai ter ao Mondego, rio que abastece várias localidades, entre as quais Coimbra. Na cidade dos estudantes, as análises à qualidade da água, quando incluem parâmetros radiológicos, estão desactualizadas.”
“O “eixo do urânio”, entre Viseu e Guarda, abrange um filão onde se localizam 59 minas, todas elas inactivas hoje em dia. Durante mais de 90 anos – a última fechou em 1999 – foram explorados materiais radioactivos nessas minas. Amontoados de inertes, que resultaram do tratamento do urânio, continuam a ameaçar a zona envolvente, a poluir o ar e os lençóis freáticos, enquanto as chuvas transformaram as crateras das minas em autênticos lagos ácidos.”  
 
 
2006-12-09 Luís Oliveira
 
Urgeiriça - Lamas radioactivas nos rios
Temporal arrasta urânio das minas
 
As minas da Urgeiriça estão a ser alvo de um plano de requalificação ambiental
A qualidade da água da bacia hidrográfica do Rio Mondego – que abastece 160 mil pessoas – pode estar em risco devido ao escorrimento das lamas radioactivas das minas da Urgeiriça, em Nelas.
 
 Um problema que se arrasta desde que a exploração do minério foi suspensa, agravado desde Outubro devido à chuva intensa.
 
A Associação Ambiente nas Zonas Uraníferas (AZU) voltou ontem a alertar para os riscos decorrentes da lavagem das lamas da Barragem Velha da Urgeiriça e escoamento das águas ácidas do Poço de Santa Bárbara, em Canas de Senhorim. O presidente da organização, António Minhoto, considera que a recuperação ambiental, iniciada em Março, não está “a cumprir as regras de segurança fundamentais”, pelo que a saúde das populações e animais abastecidos pela água do Rio Mondego pode não estar garantida.
 
As preocupações da AZU – ainda maiores porque os trabalhos de requalificação em curso podem ser suspensos devido ao mau tempo – já foram transmitidas ao ministro do Ambiente e à Empresa de Desenvolvimento Mineiro (EDM).
 
Quando, em Maio de 2005, este problema foi levantado, Maria de Lurdes Cravo, da Quercus, alertou que a população de Coimbra “pode estar exposta a níveis de radioactividade que desconhece”. A empresa Águas de Coimbra garantiu que estavam dentro dos parâmetros de segurança.
 
MEDIDAS
 
EXPLORAÇÕES
 
Entre Viseu e Guarda localizam-se 59 minas inactivas. Durante 90 anos – a última fechou em 1999 – foram explorados materiais radioactivos. Amontoados de inertes, que resultaram do tratamento do urânio, continuam a ameaçar a Região Centro.
 
RECUPERAÇÃO
 
Urgeiriça-Nelas vista do espaço
As zonas perigosas de Canas de Senhorim estarão requalificadas até 2011/2013. A primeira fase é a selagem da Barragem Velha. As escorrências para o Rio Mondego podem afectar concelhos como Penacova, Coimbra, Montemor-o-Velho e Figueira da Foz.  ( Carlos Ferreira, Leiria )
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Reabilitação ambiental das áreas mineiras de urânio

 

O Secretário de Estado Adjunto, da Indústria e da Inovação apresentou o Programa de Recuperação Ambiental das Áreas Mineiras de Exploração de Urânio, na presença do Secretário de Estado do Ambiente e da Secretária de Estado Adjunta e da Saúde, por ocasião do lançamento do concurso público internacional da empreitada das Obras de Estabilização de Taludes, Selagem e Drenagem do Aterro de Rejeitado da Barragem Velha da Mina da Urgeiriça. A obra da Barragem Velha da Mina da Urgeiriça, orçada em 6,3 milhões de euros, a realizar em 2006/7, é considerada o projecto-chave para a recuperação ambiental do que foi o mais importante centro mineiro da exploração de urânio no País. A esta obra seguir-se-ão, na Urgeiriça, as da Barragem Nova e as da Zona Industrial e Envolvente

 

PORTAL DO GOVERNO:

2005-07-20

 
posted by penacovaonline às 00:19
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 15 de Janeiro de 2008

Bombeiros: Equipas de Intervenção Permanente (EIP)

As Equipas de Intervenção Permanente (EIP) pretendem manter cinco elementos em permanência, tendo em vista o socorro às populações. Doze concelhos do distrito de Coimbra assinaram já  os protocolos com a Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), cerimónia que decorreu no Governo Civil.

 

No entender de Henrique Fernandes, Governador Civil de  Coimbra, «Os bombeiros voluntários são, indiscutivelmente, a coluna vertebral do socorro" , e esta medida contribui para reforçar esse facto.

 

Sublinhou, que «o exercício dos Voluntários de Penacova com os Municipais da Figueira da Foz, na Barragem da Aguieira, mostrou que é possível a parceria, tendo em conta um risco que é comum».

 

«O Estado soube encontrar esta forma de profissionalização, mantendo o voluntariado» - disse ainda.

 

 Penacova foi o primeiro concelho a mostrar disponibilidade para albergar uma EIP. Prevê-se que as EIP deverão começar a funcionar no final do mês, depois do  processo de selecção.

 

 


 

Segundo Nota de Imprensa de 2007-09-19 do Ministério da Administração Interna

“ As Equipas de Intervenção Permanente surgem de um protocolo assinado entre a Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), a Associação Nacional de Municípios (ANMP) e a Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP), que prevê a criação destas equipas de forma faseada tendo previsto constituir 60 já em 2007, 70 em 2008 e as restantes 70 em 2009. A distribuição destas equipas pelo País, advém de um estudo de riscos, inerentes a cada município, que foi levado a cabo pela ANPC.

Os custos, decorrentes da remuneração dos elementos integrantes, cerca de 66 mil euros por equipa, serão suportados equitativamente pela ANPC e pelas Câmara Municipais onde se constituírem essas equipas. As EIPs serão constituídas por 5 elementos, recrutados no universo dos bombeiros, sendo 4 pertencentes ao Quadro Activo e pelo menos 1 elemento recrutado no universo dos Chefes ou Sub-Chefes do Quadro Activo ou no universo do Quadro de Comando. “

 

 ......................................................................................................................

 

Os BV de Penacova dispõem:

 EQUIPA E SALVAMENTO EM GRANDE ÂNGULO

Tendo em consideração as características do concelho, com desfiladeiros e ravinas escarpadas, em particular nos vales dos rios Mondego e Alva, o Corpo de Bombeiros dispõe de uma Equipa de SAG, constituída por 11 elementos, devidamente equipados.


EQUIPA DE INTERVENÇÃO EM MEIO AQUÁTICO

Consciente das características da sua área de intervenção, com os rios Mondego e Alva e as albufeiras das barragens de Aguieira e Raiva, o Corpo de Bombeiros dispõe de uma Equipa com 8 Mergulhadores, 7 Nadadores Salvadores e 14 elementos com formação ao nível da Condução de Embarcações de Socorro.

( Ver SITE dos BVP )

posted by penacovaonline às 23:59
link do post | comentar | favorito

Aguieira: uma das barragens mais emblemáticas de Portugal

BARRAGEM DA AGUIEIRA ( 1981)

 

 

LOCALIZAÇÃO DADOS GERAIS

Distrito - Coimbra

Concelho - Penacova

Local - Aguieira

Bacia Hidrográfica - Mondego

Linha de Água - Rio Mondego Promotor - CPPE, Cª. Portuguesa de Produção de Electricidade, SA

Dono de Obra (RSB) - CPPE

Projectista - EDP

Construtor - Construções Técnicas

Ano de Projecto - 1972

Ano de Conclusão - 1981

UTILIZAÇÕES - Energia / Defesa contra cheias / Abastecimento / Rega

 

 

CARACTERÍSTICAS HIDROLÓGICAS  CARACTERÍSTICAS DA ALBUFEIRA

Área da Bacia Hidrográfica - 3100 km2

Caudal de cheia - 3500 m3/s

Período de retorno - 1000 anos Área inundada ao NPA - 20000 x 1000m2

Capacidade total - 423000 x 1000m3

Capacidade útil - 304000 x 1000m3

Nível de pleno armazenamento (NPA) - 117 m

Nível de máxima cheia (NMC) - 126 m

Nível mínimo de exploração (Nme) - 100 m

 

CARACTERÍSTICAS DA BARRAGEM DESCARREGADOR DE CHEIAS

Betão - Arcos múltiplos

Altura acima da fundação - 89 m

Cota do coroamento - 125 m

Comprimento do coroamento - 400 m

Fundação - Xistos e Grauvaques

Volume de betão - 365 x 1000 m3 Localização - No corpo da barragem

Tipo de controlo - Controlado

Tipo de descarregador - Sobre a barragem

Cota da crista da soleira - 111 m

Desenvolvimento da soleira - 2 x 9,5 = 19 m

Comportas: 2 comportas segmento

Caudal máximo descarregado - 2080 m3/s

Dissipação de energia - Trampolim

 

DESCARGA DE FUNDO CENTRAL HIDROELÉCTRICA

Localização - Talvegue

Tipo - Através da barragem

Secção da conduta - 2,50 x 1,80m

Caudal máximo - 180 m3/s

Controlo a jusante - Sim Tipo de central - Pé de barragem

in http://cnpgb.inag.pt

posted by penacovaonline às 00:10
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 14 de Janeiro de 2008

Aguieira: se fosse hoje não seria construída

A Barragem da Aguieira, se fosse hoje, não seria construída, segundo Antunes do Carmo, Professor da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UC, em declarações proferidas numa conferência, no âmbito da Pós-Graduação em Dinâmicas Sociais e Riscos Naturais ( 2004)

A barragem da Aguieira, dado que se trata de uma obra de grande dimensão e se situa apenas a 35 quilómetros de uma grande cidade como Coimbra, nunca teria sido construída, à luz dos parâmetros actuais dos estudos de impacte ambiental.

 

Num cenário de ruptura,  as águas atingiriam Coimbra num espaço de 45 a 60 minutos, formando uma onda de perto de 12 metros, recheada de blocos de grande s dimensões…e imagine-se Oliveira, Raiva, Vila Nova, Ponte, Rebordosa, ...

 

No entanto, nos próximos 30 anos apenas na presença de um forte sismo tal cenário é possível. É que até aos 60 anos de vida as barragens resistem normalmente. Passado esse prazo, os riscos começam a aumentar de facto.

 

Hoje a segurança é máxima, graças à monitorização permanente que é assegurada.

 

Mas, e então daqui a 30 anos como vai ser?

 

Segundo aquele especialista, “ há que diminuir a sua capacidade e construir outras pequenas barragens a montante.”

 

posted by penacovaonline às 23:38
link do post | comentar | favorito

"Aguieira I – 2008".

Os Bombeiros Voluntários de Penacova testaram ontem a operacionalidade das suas equipas especializadas no exercício "Aguieira I – 2008". Excerto de DIÁRIO AS BEIRAS:

foto: DIÁRIO AS BEIRAS

" Num concelho atravessado por dois rios e onde existem duas albufeiras e duas grandes barragens, o risco de acidentes como este acontecerem é real. Desta forma, este tipo de exercícios "são absolutamente essenciais", não só para "treinar o pessoal, testar o plano de emergência interno da barragem e a sua adequação ao plano exterior", mas também para "dar garantias à população da capacidade das estruturas, neste caso da Barragem da Aguieira, e das instituições", explicou o comandante do Bombeiros Voluntários de Penacova, António Simões.

Mesmo tratando-se apenas de um simulacro "há sempre alguma adrenalina" e a situação não pode ser tomada de ânimo leve, pelo que todos os procedimentos têm de ser levados à risca. "Não dá para fazer as coisas a correr. Temos de nos abstrair de tudo o que está à nossa volta e concentrar a nossa atenção naquilo que é essencial, que é retirar as vítimas" em segurança, referiu o comandante.

No final, António Simões considerou que o exercício "correu bem", destacando o tempo de resposta, "58 minutos".

Desde que entrou em funcionamento, há vinte anos, o responsável recorda apenas dois "pequenos incidentes" na barragem: "um senhor que caiu à água e um pequeno incêndio". "São equipamentos muito seguros", frisa.

No exercício, participaram 30 bombeiros (23 de Penacova e sete dos Municipais da Figueira da Foz), dois barcos, duas ambulâncias e três viaturas.

Fotos seguintes:

Jornal de Notícias

    

 

 

 

 

 

 

posted by penacovaonline às 23:33
link do post | comentar | favorito
Domingo, 13 de Janeiro de 2008

Operacionalidade dos bombeiros em meio aquático

Testar a operacionalidade das equipas especializadas é o grande objectivo do exercício “Aguieira I – 2008”, que os Bombeiros Voluntários de Penacova realizam hoje de manhã nas instalações da Barragem da Aguieira.


Para a realização do exercício de salvamento, a corporação de Penacova vai utilizar técnicas de resgate em grande ângulo, através de uma equipa especializada criada no seio da corporação. No simulacro, realizado no âmbito do programa de formação das equipas de salvamento e resgate e interacção entre corpos de bombeiros, participam também os Bombeiros Municipais da Figueira da Figueira da Foz


Este programa tem por objectivo «potenciar respostas objectivas, seguras e consistentes face a incidentes complexos de médias e grandes dimensões, ou em zonas difíceis e/ou de importância social e económica relevante».


Nos meios envolvidos no exercício “Aguieira I – 2008”, os Bombeiros Voluntários de Penacova utilizarão também a equipa de intervenção em meio aquático, composta por dois barcos mergulhadores e nadadores salvadores.  

 

  in Diário de Coimbra e Site dos BVP
posted by penacovaonline às 10:34
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 9 de Janeiro de 2008

Hotel continua aberto, mas dispensou trabalhadores

 

“ Hotel Palacete do Mondego continua aberto

 

O concessionário do Hotel Palacete do Mondego, em Penacova tenciona manter a unidade aberta, justificando a dispensa de trabalhadores com necessidades de reajustamento.

A unidade hoteleira pertence à Hotel de Penacova SA esteve fechada no último trimestre de 2007, tendo reaberto com um novo concessionário na passagem do ano.

Segundo o director do espaço, este ano o novo concessionário dispensou onze dos dezoito trabalhadores que admitira em regime de experiência.

Problemas relacionados com contratos pendentes entre a anterior concessionária e agências turísticas e com os custos fixos do hotel foram algumas das razões avançadas pelo responsável para justificar a saída dos trabalhadores. “

 

2008-01-09

In

http://www.opcaoturismo.com/noticia.php?id=8695

 

Etiquetas: ,
posted by penacovaonline às 21:29
link do post | comentar | favorito

Novas Oportunidades

O Centro Novas Oportunidades do CEARTE , ( Centro de Formação Profissional de Artesanato)  em parceria com as Juntas de Freguesia de Lorvão, Figueira , Sazes e Carvalho e com a Associação de Jovens e Idosos de S. Mamede, certificou quase sete dezenas de adultos, com equivalência ao 9º ano de escolaridade, através do processo de reconhecimento de competências  desenvolvidas 

através da sua experiência de vida.

 

 O Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências é um processo através do qual são reconhecidas as aprendizagens que os adultos desenvolvem ao longo da vida, nos vários contextos em que se inserem, desde que sejam passíveis de gerar conhecimentos e competências.

 

Os participantes recebem um certificado, emitido com base no que aprenderam pela experiência de vida, fora dos sistemas formais de educação e formação.

 

Este aumento da qualificação escolar e profissional pode contribuir para a progressão na carreira; obtenção de emprego; progressão a nível académico; maior auto - estima e auto - valorização; definição do projecto pessoal do adulto e integração em cursos de formação profissional.

 

Congratulamo-nos com isso.

 

 

posted by penacovaonline às 20:46
link do post | comentar | favorito

Penactiva 07

 

De 17 a 21 de Dezembro, 25 crianças ( 6 aos 14 anos) do concelho participaram num programa de ocupação de férias, centrado essencialmente na prática do basquetebol. A iniciativa resultou duma parceria do Grupo Desportivo de Miro e da Câmara Municipal e Associação de Basquetebol de Coimbra.

 

posted by penacovaonline às 20:44
link do post | comentar | favorito

Ainda Ecos do Natal

 

S. Pedro de Alva

 

 A Festa de Natal da Casa do Povo que teve lugar a 16 de Dezembro foi, segundo notícias na imprensa local, um êxito.

Conforme o programa anunciado, as actuações encantaram todas as pessoas presentes

( que eram muitas ). Também o restante programa de confraternização à volta do jantar convívio foi muito positivo. Aguardamos mais noticias em http://casa_do_povo_de_sao_pedro_de_alva.blogs.sapo.pt/

 

Concerto de Natal

 

A 22 de Dezembro teve lugar um concerto de Natal na Igreja de Penacova, organizado pelo Grupo Folclórico de Penacova. Estiveram também os Grupos de Samuel ( Soure) e Parada de Conta ( Tondela).

 

Consoada dos Bombeiros

 

Também a 22 de Dezembro, os BVP celebraram o Natal, através do tradicional jantar, congregando órgãos sociais, “ soldados da paz”, elementos da fanfarra e respectivos familiares. Como convidados estiveram presentes o Dr. Jorge Cosme, Chefe de Gabinete do Governador  Civil,  Engº   Maurício Marques, Presidente da Câmara, Vereadores, Presidentes de Junta, representantes de outras corporações, Pe Rodolfo, pároco de Penacova, representante do Grupo de Amigos dos Estados Unidos ( Rogério Ferreira) e o Conselho Executivo do Agrupamento de Escolas de S. Pedro de Alva.

 

posted by penacovaonline às 20:39
link do post | comentar | favorito
Sábado, 5 de Janeiro de 2008

Associação Desportiva e Cultural de S. Pedro de Alva

 

 

A Associação Desportiva e Cultural de S. Pedro de Alva (ADCSPA )

encontra-se a disputar o Campeonato da 1ªDivisão Série A 2007/08 da

AF Coimbra:

Eirense

S. Pedro Alva

ADC Ademia

Mocidade FC

Jardim Alva

AD Poiares

AD Travanca Lagos

Acad. Coimbra

GD Arouce

GD Os Idosos

GD Pampilhosense

 

Visite:

 

http://www.adcspa.web.pt/

 

posted by penacovaonline às 00:15
link do post | comentar | favorito

Veja mais

Para ver mais registos deste blogue pode clicar no link dos meses anteriores ( ARQUIVO ) na barra lateral.

Ficha Técnica:

Webmaster : David Almeida Contacto: cyber.org@sapo.pt

Outubro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Registos Recentes

Penacova Online continua ...

Penacova online regressa ...

Penacova Online regressa ...

...

Travanca: Dia da Freguesi...

Travanca do Mondego assin...

Soares Marques ( 1919-201...

Paulo Cunha: escritor pe...

Agenda 21 Local: um proje...

Feriado Municipal evocou ...

17 de Julho: Feriado Muni...

Concurso “Achas que sabes...

União de Chelo promove No...

Confraria da Lampreia de ...

Festas do Município arran...

Etiquetas

actualidade

autarquicas09

blogosfera

bombeiros

desporto

feriado municipal

festitradições

frontal

futebol

igreja

karate

lampreia

lorvão

miro

nova esperança

penacova

penacova a mexer

politica

s. pedro de alva

travanca

todas as tags

Arquivo

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

pesquisar