Domingo, 25 de Novembro de 2007

Falta de Professores do Ensino Especial

DREC coloca mais um professor de ensino especial

 

A Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento Vertical de Escolas de Penacova obteve ontem, numa reunião com a directora regional adjunta de Educação do Centro (DREC), a garantia de colocação de mais um professor de ensino especial para apoio aos alunos com necessidades educativas especiais.

A redução, este ano, do número de professores de ensino especial no agrupamento, de 13 para 3, foi um dos motivos que levou a associação de pais a solicitar a reunião. De acordo com Eduardo Ferreira, presidente da associação de pais, a responsável da DREC, Cristina Dias, justificou a redução do número de docentes com a futura criação de escolas de referência, com turmas que absorverão muitas das crianças com necessidades educativas especiais. Cristina Dias adiantou também que serão celebrados protocolos com diversas instituições – com a APPACDM, no caso de Penacova –, que permitirão um maior apoio a estas crianças. Embora considerando positivos, quer a colocação de mais um docente, quer os protocolos, Eduardo Ferreira afirmou que estas medidas "não são suficientes" para garantir o apoio aos 35 alunos com necessidades educativas especiais do concelho. No mínimo seriam necessários seis professores, para darem o apoio necessário na escola, considerou.

Por resolver continua a inexistência de um psicólogo no agrupamento, que tem cerca de 1.400 alunos, bem como a falta de uma auxiliar de acção educativa na escola de Figueira de Lorvão. Mas a associação de pais recebeu da DREC a garantia de que estes assuntos estão a ser seguidos e serão resolvidos. "Se não forem, teremos que tomar outras medidas", concluiu.

 

Dora Loureiro, DIÁRIO AS BEIRAS

posted by penacovaonline às 10:47
link do post | comentar | favorito

Pesca à Pluma - Campeão Europeu

Já em 6 de Setembro, no blogue de S. Paio do Mondego  

http://saopaiodemondego.blogspot.com/

fora noticiado este feito desportivo. Agora é o DIÁRIO AS BEIRAS

que noticia:

 


JORGE PISCO
 
Um peso-pesado da pesca à pluma
 
Portugal conta, desde Agosto, com um novo campeão europeu em título. O conimbricense Jorge Pisco conquistou o Campeonato da Europa de pesca à pluma, arrecadando a medalha de ouro da modalidade.
A influência de dois amigos e a vizinhança com rio Mondego foram, porventura, os factores mais importantes (e essenciais) para se iniciar na arte da pesca. Um hobbie que começou por curiosidade mas que, ao longo do tempo, foi assumindo um destaque relevante na sua vida. Jorge Pisco ainda não é profissional, mas sagrou–se campeão da Europa de pesca à pluma, numa prova realizada em Agosto, na Noruega. O seu 1.º lugar acabou por surpreender tudo e todos, já que Portugal não tem grandes tradições nesta vertente piscatória. Um resultado Europeu que colocou o atleta de Penacova “na boca” do mundo ligado à pesca. Subir ao 1.º lugar do pódio não foi fácil, mas, com dedicação, Jorge Pisco trouxe um título inédito da especialidade para Portugal. Uma posição conquistada com provas realizadas em lagos e em barco, onde os portugueses não se sentem confortáveis. “Nós não temos grande experiência em provas realizadas em lagos porque é difícil, em Portugal, encontrar locais para treinar. São etapas com algumas particularidades. As canas têm de ser maiores e a linha mais forte para poder ir mais longe. Este europeu contou com três provas em lago”, explicou o campeão.
Contudo, a falta de lagos que existe em Portugal com condições adequadas para o treino deste desporto em nada afectou o rendimento do português. “O que é preciso para isto é gosto e muita dedicação”, afirmou Jorge Pisco. Durante os três dias de prova o atleta conimbricense concentrou–se em pleno e conseguiu superar todos os obstáculos.
Na competição europeia participaram 116 atletas, representando 18 selecções. A formação portuguesa, constituída por cinco elementos, fez a festa em terras nórdicas, mas, para alcançar um resultado a este nível, tudo tem de ser calculado ao mais pequeno pormenor. E nesse ponto, nada foi deixado ao acaso pela equipa nacional. “Viajámos com bastante antecedência, porque para haver sucesso é extremamente importante tomar contacto com as águas e com o tipo de insectos que lá existem, pois estes diferem muito de sítio para sítio”, referiu o pescador.
Insectos que, à primeira vista, nada parecem ter a ver com o rendimento da pesca, mas que são fundamentais, pois trata-se do alimento do peixe-alvo. Perante este cenário, cabe ao pescador saber escolher o melhor “alimento”.
 
Destreza de movimentos é fundamental
Com os locais bem estudados, pesqueiros previamente sorteados e o isco escolhido, é necessária muita destreza de mãos para alcançar objectivos. “Neste tipo de pesca todo o processo de recolha e lançamento da linha é feito com as mãos. O carreto na cana serve apenas para o fio não embrulhar”, explicou Jorge Pisco. Mas não é apenas o pormenor do carreto a única diferença para com a pesca à linha normalmente conhecida.
Outra das grandes diferenças encontra-se nos anzóis usados pelos competidores. “Os anzóis não têm farpa, o que torna muito difícil segurar o peixe. Ao mínimo descuido perdemos o pescado, temos de ter muito controlo e agilidade”, explica, adiantando que, ainda assim, são “muitos os que fogem”. Os que se libertam da linha para a água não merecem a atenção do “controlador”. O indivíduo que contabiliza e mede todo o pescado a concurso, é uma presença fundamental nas provas. “Sombra” dos pescadores, mede e anota todos os pormenores do concorrente que lhe foi atribuído. Uma vez solto do anzol pelo júri, os peixes são todos restituídos à água após medição.
Sobe ao lugar mais alto do pódio o pescador que apanhar mais peixes, independentemente do peso. Em caso de empate, é o tamanho dos exemplares que determinam a classificação.
 
Gonçalo Silva,
in
Jornal DIÁRIO AS BEIRAS

Referia o citado blogue, em 6 de Setembro:

Quero hoje dar-vos a conhecer qualidades, hobbies, passatempos de mais um de nós, que a maior parte das pessoas desconhece, mas que levam o nome do nosso país e do nosso concelho por esse mundo fora.

Há poucos dias, numa festa de casamento de um familiar comum, fiquei surpreendido quando o Jorge me disse que tinha sido consagrado dois dias antes Campeão da Europa na modalidade de pesca à Pluma.

 

Eu acho que o “nosso” blog também deve divulgar este feito alcançado, não só por ele representar Penacova, mas também porque o Jorge está ligado à nossa aldeia por laços matrimoniais com a Sandra Cordeiro, sendo até considerado mais um achadiço.

 

Aqui vos deixo a notícia completa:
“ É Português, do Lorvão, concelho de Penacova o Campeão da Europa de Pesca à Pluma 2007!
Jorge Pisco, 35 anos, natural do Lorvão, residente em Penacova, representa o Clube de Pesca de Penacova, e é membro do Alvaflyfishing.

 

O Jorge, juntamente com um grupo de pescadores representou a Selecção Nacional de pesca à Pluma no 13º Campeonato da Europa de Pesca à Pluma que decorreu entre 21 e 28 de Agosto 2007, na Noruega, em Sunnfjord in sogn og Fjordane. Dos cinco sectores de provas, duas eram disputadas dentro do rio, uma num lago com pesca da margem e as outras duas também em lago mas com pesca de barco. Portugal obteve o 14º Lugar no Campeonato da Europa por equipas, mas o melhor pescador foi o Jorge que se sagrou Campeão da Europa!!!

 

Aproveito também para lembrar que se deve olhar para o desporto de forma a que não se valorize só os feitos alcançados no futebol e pouco mais! Normalmente destes desportos que também levantam a bandeira portuguesa ninguém ouve falar nem fazer divulgação.

 

Parabéns a toda a equipa de pescadores que representou Portugal e em especial ao Jorge por esta sua vitória.

 

posted by penacovaonline às 10:31
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 22 de Novembro de 2007

Dinâmica comercial

Nutrifresco Penacova abre amanhã na Espinheira

 

O supermercado Nutrifresco Penacova abre amanhã as portas ao público na localidade de Espinheira, proporcionando aos penacovenses as vantagens próprias de uma larga área comercial e variedade de produtos, com ênfase nos frescos, nomeadamente, talho, charcutaria, peixaria e frutaria.

Com 500 metros quadrados de placa de venda, implantados em 2.000 metros quadrados de área total, incluindo parque de estacionamento coberto, o supermercado Nutrifresco Penacova apresenta uma enorme de variedade de produtos, quase exclusivamente fornecidos pelo grupo Dia, integrada na multinacional Carrefour.
Uma grande aposta vai para o sector dos frescos, estando o supermercado Nutrifresco Penacova equipado com modernos equipamentos que permitem a comercialização dos produtos, seja no talho ou na charcutaria, na peixaria ou na frutaria.
Trata-se do primeiro grande supermercado do concelho de Penacova, propriedade da empresa Nutrimpor, gerida por Ludgero Santos, que volta a apostar nos concelhos do interior, depois de já ter em funcionamento o supermercado MiniPreço de Miranda do Corvo.
Aliás, foi precisamente na unidade de Miranda do Corvo que os funcionários do supermercado Nutrifresco Penacova receberam formação, estando aptos para melhor servir os clientes do concelho.
A equipa, com cerca de 15 elementos, é composta exclusivamente por jovens originários de Penacova, dando seguimento à política da Nutrimpor de criar postos de trabalho nos concelhos onde realiza investimentos.
Até ao final de 2007, o supermercado tem um horário de funcionamento das 9h00 às 20h00, com intervalo das 13h00 às 15h00, sendo que aos sábados não há intervalo para almoço. No próximo ano, este horário poderá ser ajustado às necessidades dos clientes.
Das comodidades existentes salta à vista o estacionamento coberto, mas também a facilidade de efectuar o pagamento, em quatro estações de “check out” equipadas com o imprescindível terminal Multibanco.  

 

Diário de Coimbra,  22.11.2007

.    
posted by penacovaonline às 22:04
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 21 de Novembro de 2007

Boas notícias para o turismo

Hotel reabre com festa para a passagem de ano

 

Gary McCausland, investidor irlandês, e o presidente da Câmara, Maurício Marques, afirmaram o empenho na reabertura e futuro sucesso do Hotel de Penacova, que reabre na véspera do Ano Novo.

 

Gary McCausland, investidor irlandês, e o presidente da Câmara de Penacova, Maurício Marques, assinaram ontem o contrato de cessão de exploração do agora chamado Hotel de Penacova. Concretizada a negociação, a unidade hoteleira reabrirá no final de Dezembro, justamente para festejar a passagem de ano, com uma festa onde não faltarão a música e diversas celebridades.

O contrato de cessão de exploração foi ontem celebrado por um ano e meio, com a possibilidade de renovação por mais seis meses. Findo o contrato, a nova concessionária, a Histórias e Destinos Lda, de que Gary McCausland é o único sócio, terá a opção de compra da unidade hoteleira, caso esta seja vendida pela sociedade proprietária, que inclui a Câmara de Penacova e a Santa Casa da Misericórdia. Esta opção de compra deverá estender-se-á ao edifício do antigo hospital, que será o investidor irlandês pretende recuperar para completar este complexo de hotelaria de Penacova.

Durante a assinatura do contrato, o presidente da Câmara de Penacova afirmou-se satisfeito por ter encontrado um investidor, Gary McCausland, que “gosta e quer apostar” no concelho e é “um parceiro disposto a investir num projecto aliciante num sector estratégico” para o município, como é o turismo.

A solução encontrada, que mereceu a concordância da Santa Casa, é uma das soluções que poderia haver para o edifício do hotel, referiu Maurício Marques, considerando que, do ponto de vista do município, esta “é porventura a mais interessante”.

“Estamos muito empenhados no sucesso deste empreendimento”, afirmou o autarca, agradecendo aos que ajudaram na sua concretização, como John Dyer, da Portugal 4 Life, empresa ligada ao ramo imobiliário e que foi também intermediária no negócio, e a equipa do investidor irlandês, que inclui Sacha Macey, que ficará na gestão do hotel, a advogada Teresa Serra e Gonçalo Costa. Maurício Marques lembrou também a equipa da câmara e agradeceu a Óscar Simões e José Amaral que, representando a Santa Casa, estiveram presentes na sessão.

 

Transformar

o hotel e o concelho

Desenvolver o hotel, de modo a atrair turistas de vários países europeus, além dos do mercado português, e ajudar a transformar Penacova, foram as apostas expressas ontem por Gary McCausland. O investidor irlandês afirmou que pretende “transformar o hotel em algo único e especial”, admitindo que para isso “será preciso algum tempo e empenhamento”.

Gary McCausland, um conhecido apresentador e comentador de televisão, que já viajou por vários países, afirmou que Penacova “é um sítio muito especial”. Já conhecia a vila, onde ficou alojado neste mesmo hotel, e na altura questionou-se “como é que um sítio tão bonito não era aproveitado”, disse ontem o jovem investidor.

De resto, o irlandês recordou que utilizou imagens de Penacova no seu programa, que é transmitido para 19 países, e recebeu muitos e-mails a perguntar onde ficava aquela terra.

Questionado sobre as negociações com os trabalhadores do hotel – nove dos quais continuam sem emprego desde que a anterior concessionária encerrou a unidade, a 31 de Outubro –, Gary McCausland admitiu que serão agora realizadas entrevistas com cada um deles, com vista à celebração de contratos de trabalho. No entanto, realçou que a dinamização e ampliação que pretende para a unidade hoteleira, que levará a que no futuro sejam criados mais postos de trabalho, que poderão ser, no total, entre 40 a 50.

 

 Dora Loureiro

http://www.asbeiras.pt/

 21-11-2007

posted by penacovaonline às 20:50
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 15 de Novembro de 2007

Notícias Históricas de Mondalva

Em edição promovida pelo Grupo de Amigos de S. Pedro de Alva (1985), Carlos Proença legou à sua terra natal este volume de 300 páginas, com fotografias de Varela Pécurto, que traça a história de S. Pedro de Alva e Região. Enquadramento geográfico que o autor designa por Mondalva.

 

Refere-se no Preâmbulo:

 

“ Coligem-se neste volume alguns apontamentos ou despretensiosos estudos relativos à antiguidade de Modalva. Assim se propõe o autor denominar a pequena e acidentada Mesopotâmia onde nasceu, flanqueada pelos rios Mondego e Alva, imediatamente a montante da confluência a que os forçam os prolongamentos montanhosos do Buçaco-serras do Carvalho e da Atalhada - que deixam à corrente fluvial somente a estreita passagem conhecida por Entre Penedos. A Nascente serve-lhe de limite a airosa serrazinha de Santa Eufêmea que, erguendo-se na margem do Mondego, ao lado do apertado passo da Asna Brava, atravessa o planalto em direcção perpendicular ao curso das águas para ir descer à vista do Alva na várzena ou várzea de Zacarias, nome que as fontes medievais conservaram e passou a pronunciar-se Sacarias, vindo posteriormente a converter-se, por dissimilação, em Secarias…”

(…)

Como vocábulo, Mondalva é fruto da aglutinação dos nomes dos dois rios que ladeiam o território, tomando, para o efeito, a forma latina Monda - alternativa de Munda - à qual se juntou a terminação ou sufixo eco ou ego… “

 

Uma obra pouco conhecida, segundo cremos, que mereceria maior divulgação local e regional. 

 --------------------------------

 Carlos Proença de Figueiredo nasceu em S. Pedro de Alva a 23 de Novembro de 1901. Licenciado em Ciências Filosóficas, fundou e dirigiu o Colégio Camões, em Coimbra.

Foi Director-Geral do Ensino Técnico e Secretário-Geral do Ministério da Educação.

 

posted by penacovaonline às 22:08
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 14 de Novembro de 2007

Blogue JOGO DE POSSÍVEIS está de volta

 

 

 

 

Depois de algum tempo de suspensão está de novo online este blogue.

 

No post do passado dia 10, podemos ler:


 

Sábado, 10 de Novembro de 2007
PENACOVA E "O ERRO DE DESCARTES"
 
 
Apenas esta "certeza" de António Damásio pode justificar o regresso deste espaço.
A emoção de lhe voltar a dar vida sobrepôs-se a todas razões que o fizeram "acabar" há quase meio ano.
O "Jogo de Possíveis" regressa a Penacova e à blogosfera.
Quanto mais não seja, a imagem apensa a este texto justifica que, por muito (mal ou bem) que se escreva e fale sobre esta terra, a sua beleza consegue calar os azedumes, exponenciar os adjectivos e fazer-nos gostar e voltar, todos os dias e tanto, a ela!
 

 

Clique:

http://www.jogodepossiveis.blogspot.com/

 

Nota: o anunciado blogue PENACOVA NO DIVÃ não terá ido avante, conforme se pode verificar ao clicar no endereço que aqui publicámos.

posted by penacovaonline às 22:29
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 9 de Novembro de 2007

Breves de Penacova

Encontro de Coros

 

No dia 24 de Novembro vai realizar-se um Encontro de Coros, organizado pelo Coro Poliphónico da Casa do povo de Penacova, orientado, desde Setembro,  por Pedro André Rodrigues.

 

APPCDM- 20 anos

 

O Centro da APPCDM de Figueira de Lorvão comemora 20 anos no dia 16 de Novembro. Terá lugar um jantar no “ Leitão do Aires” na Espinheira, para o qual estão convidados quantos queiram apoiar esta instituição.

 

 

Oliveira vai ter Centro de Dia

 

Fruto de um protocolo entre a Junta de Freguesia de Oliveira do Mondego e a Fundação Mário da Cunha Brito, vai, em breve, funcionar um Centro de Dia para idosos nesta localidade.

 

Natal em S. Pedro de Alva

 

Conforme noticiámos neste blogue, vai ser uma realidade a festa de natal da Casa do Povo. Será no dia 16 de Dezembro, com animação infantil, música coral, etnografia e folclore, além de febras e arroz de feijão.

 

 

 

 Fonte: Jornal NOVA ESPERANÇA

 

posted by penacovaonline às 20:42
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 7 de Novembro de 2007

Re-ver Penacova

    

 

 

 

 

  

 

    

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

posted by penacovaonline às 22:27
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 6 de Novembro de 2007

Reciclagem de óleos alimentares

 

Câmara incentiva reciclagem de óleos alimentares usados

 

  

O “Penacova EcoÓleo” pretende incentivar a reciclagem de óleos alimentares usados. As barricas para a recolha deste resíduos já começaram a ser distribuídas pelo concelho.

Dando continuidade à aposta numa política activa de reciclagem de resíduos, a Câmara Municipal de Penacova assinou um protocolo com a empresa Bio Oeste, para promover a recolha e valorização dos óleos alimentares usados.

O protocolo, assinado ontem pelo vereador Pedro Carpinteiro e por Nuno Soares, um dos sócios da Bio Oeste, prevê a implementação, no município, do projecto “Penacova EcoÓleo”, um sistema que visa a recolha e reciclagem de óleos alimentares usados (óleo vegetal e azeite), que envolve a câmara municipal, a empresa parceira e os estabelecimentos e pontos de recolha aderentes.

Na sessão de assinatura do protocolo, Pedro Carpinteiro realçou que o município tem “uma preocupação com a protecção do ambiente”, daí a aposta feita na reciclagem de diversos tipos de resíduos, como lixos urbanos, pilhas ou aparelhos eléctricos e electrónicos, podendo estes últimos ser entregues nos armazéns da Espinheira e Silveirinho.

“Nesta política de protecção do ambiente, cabe à câmara um papel dinamizador e de sensibilização da população para as melhores condutas, bem como encontrar parcerias para os projectos”, afirmou o vereador, ao explicar o protocolo assinado com a Bio Oeste.

Neste contexto, “o destino dos óleos alimentares usados representava uma preocupação para a autarquia”, sublinhou Pedro Carpinteiro. Daí a decisão de avançar com este projecto, que pretende “evitar o depósito destes resíduos poluentes na natureza”, prejudicando o ambiente, ou o seu despejo para “a rede de saneamento”, o que é desaconselhado, até porque a gordura contribui para entupir as condutas das ETAR’s, frisou o vereador.

O projecto pretende ainda potenciar a reciclagem dos óleos usados em biodiesel, combustível não tóxico e biodegradável que pode substituir o gasóleo.

 

Barricas distribuídas

Nos termos do protocolo, cabe à Bio Oeste disponibilizar barricas em plástico para a recolha dos óleos alimentares usados, bem como a sua substituição, depois de cheias, em intervalos regulares.

Assim, os EcoÓleos serão colocados nos Armazéns Municipais da Espinheira e do Silveirinho, no Penaparque, EM (Espinheira), nas Piscinas Municipais, nas Juntas de Freguesia e na PENSAR - Associação de Desenvolvimento Integrado de Penacova (Espinheira). A empresa distribuirá também EcoÓleos pelas cantinas e refeitórios escolares, bem como por todas as instituições aderentes, como os restaurantes, lares e IPSS, entre outras. Quanto aos munícipes particulares, devem colocar os óleos usados produzidos em sua casa em garrafas ou garrafões de plástico, devidamente fechados, e entregá–los em qualquer dos pontos de recolha municipais ou nas juntas de freguesia, alertou Pedro Carpinteiro.

Falando à margem da sessão, Pedro Carpinteiro adiantou que o projecto já conta com a adesão de alguns restaurantes e instituições, cujos responsáveis estiveram presentes na sessão, e a intenção é alargar este sistema a todo o município.

Também em breve se iniciará uma campanha de sensibilização junto das escolas, apostando na educação dos mais jovens, referiu Nuno Soares. E para incentivar a adesão ao projecto, a Bio Oeste instituiu um sistema de pontos para as instituições aderentes, mediante a contagem dos quais oferecerá alguns equipamentos úteis, como aparelhos para medição de temperatura ou da salinidade, entre outros.

 

 Dora Loureiro,

in Diário AS BEIRAS

 

 

 

 

posted by penacovaonline às 00:59
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 1 de Novembro de 2007

Hotel de Penacova fechou

Hotel Palacete do Mondego encerrou em Penacova

O Hotel Palacete do Mondego, a funcionar desde Janeiro de 2002 em Penacova, fechou as portas, estando encerrado a partir de hoje. Isto porque a empresa concessionária rescindiu unilateralmente o contrato com a entidade proprietária

 

A empresa Gonçalves & Ferraz, Lda., que desde Janeiro de 2002 é responsável pela exploração do Hotel Palacete do Mondego, em Penacova, rescindiu unilateralmente o contrato com os proprietários da unidade hoteleira, a empresa Hotel Penacova, S.A, que integra capitais da Câmara Municipal, da Santa Casa da Misericórdia e de várias entidades particulares.

A carta foi enviada à empresa Hotel Penacova na segunda semana de Outubro, com efeitos a partir de dia 31 de Outubro. Para além da entrega das chaves e conferência de todo o recheio, a empresa Gonçalves & Ferraz sublinha, no documento, que caberia, a partir daquela data à administração do Hotel Penacova S.A «assumir a posição de entidade patronal relativamente aos trabalhadores da unidade». Em causa estão 11 trabalhadores, entre cinco funcionários da recepção, dois do restaurante, um de andares, dois da cozinha e um afecto à direcção.

Em resposta, a Hotel de Penacova S.A deixa claro que «não assume nenhuma das obrigações, que sendo próprias de V.Ex.as, pretendem transferir para este Hotel de modo unilateral» e adianta que, face à denúncia unilateral do contrato «nos limitaremos a conferir o material, a recolher as chaves e o edifício totalmente livre e desocupado de pessoas e também de bens que não constem do inventário do Hotel».

O “cerne da questão” está nos 11 trabalhadores que a empresa Gonçalves & Ferraz contratualizou e que, ao denunciar o contrato pretende deixar como “herança” à sociedade proprietária do Hotel Palacete do Mondego, facto que esta não vê com bons olhos, uma vez que quer reaver a unidade em condições iguais àquelas em que a entregou, em Janeiro de 2002, “limpa” de compromissos.

O Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Hotelaria, Turismo, Restaurantes e Similares do Centro já tomou posição sobre o assunto, adiantando que ontem «as duas empresas reuniram por volta das 9h00 da manhã, para a empresa Hotel Penacova, S.A receber a chave do hotel e responsabilizar-se pelos contratos dos trabalhadores. No final da reunião não houve qualquer acordo, visto que a empresa Hotel Penacova, S.A não quis assumir os contratos dos trabalhadores», refere.

Maurício Marques, presidente da autarquia de Penacova, confirma o não entendimento entre as duas parte perante a decisão de rescisão unilateral por parte da empresa concessionária. O autarca reconhece que «os trabalhadores têm direitos», mas alerta que a concessionária «contratou quem quis e não temos de ser responsabilizados por isso». «Não fomos nós que tomámos a decisão de romper unilateralmente o contrato», refere ainda, acrescentando que «deve ser o Tribunal de Trabalho e não a empresa concessionária a tomar as decisões relativamente aos trabalhadores». Apesar das várias tentativas, o Diário de Coimbra não conseguiu contactar com nenhum responsável pela empresa Gonçalves & Ferraz, nem como o director da unidade hoteleira.

A direcção do Sindicato da Hotelaria refere ainda ter «conhecimento que a empresa Gonçalves e Ferraz, Lda. encerrou as portas do Hotel e irá enviar as chaves à empresa proprietária por carta registada com aviso de recepção». Por outro lado e para além de sublinhar que já deu conhecimento da situação à Inspecção-Geral de trabalho, o sindicado «exige» que as «duas empresas se entendam no que diz respeito aos direitos do trabalhadores»  

 

 in DIÁRIO DE COIMBRA

 

 

posted by penacovaonline às 23:14
link do post | comentar | favorito

Veja mais

Para ver mais registos deste blogue pode clicar no link dos meses anteriores ( ARQUIVO ) na barra lateral.

Ficha Técnica:

Webmaster : David Almeida Contacto: cyber.org@sapo.pt

Outubro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Registos Recentes

Penacova Online continua ...

Penacova online regressa ...

Penacova Online regressa ...

...

Travanca: Dia da Freguesi...

Travanca do Mondego assin...

Soares Marques ( 1919-201...

Paulo Cunha: escritor pe...

Agenda 21 Local: um proje...

Feriado Municipal evocou ...

17 de Julho: Feriado Muni...

Concurso “Achas que sabes...

União de Chelo promove No...

Confraria da Lampreia de ...

Festas do Município arran...

Etiquetas

actualidade

autarquicas09

blogosfera

bombeiros

desporto

feriado municipal

festitradições

frontal

futebol

igreja

karate

lampreia

lorvão

miro

nova esperança

penacova

penacova a mexer

politica

s. pedro de alva

travanca

todas as tags

Arquivo

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

pesquisar